quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Trasladação de Sophia para o Panteão

Os partidos com assento parlamentar assinaram um projecto de resolução conjunto, que deu entrada no parlamento na terça-feira, para avançar com o processo de trasladação de Sophia de Mello Breyner Andresen.
A proposto foi subscrita por todos os partidos com assento na Assembleia da República”. 
“É uma homenagem justa a uma das grandes referências da língua e da cultura portuguesas”. 
O documento é assinado por 11 deputados, de todas as forças políticas representadas e propõe a constituição de um grupo de trabalho para “determinar a data, definir e orientar o programa da trasladação” para o Panteão Nacional, em articulação com outras entidades públicas. 
A intenção é homenagear “a escritora universal, a mulher digna, a cidadã corajosa, a portuguesa insigne” e evocar “o seu exemplo de fidelidade aos valores da liberdade e da justiça”.

Não deve existir um único cidadão português que se não congratule com a decisão!

HSC

16 comentários:

Isabel Mouzinho disse...

Mais do que o Panteão era o Nobel que Sophia merecia, ela sim!...

Bejinho :)

TERESA PERALTA disse...

Sem duvida!!!
Merecida homenagem...
Abraços, amiga Helena :)

Fatyly disse...

O que vou escrever poderá chocar os mais entendidos, coisa que não sou e não pretendo ser mas tudo isto faz-me tremenda confusão, pelo que me explique se estou certa ou errada:
1- A moda agora é ir para o Panteão, e nunca se falou tanto aquando a morte do Eusébio.
2- Conheço imensa coisa escrita por Sophia, que me transmite através do mar e da natureza uma liberdade infindável, ao contrário de quando fala da cidade tudo é frio, gélido e desumanizada.
3- "A intenção é homenagear a escritora universal (...)e aos seus valores de fidelidade e justiça" o que tudo isto está fora de questão, mas ela gostaria de ser enfiada num local gélido e frio, numa grande cidade sem "o seu mar e natureza /passada, chuva etc. versus liberdade"?
Para a mim a melhor homenagem é avivar/partilhar a sua memória poética e escrita...o que se faz no Oceanário, nos vários bustos etc.
A meu ver a homenagem é mais para a família.
4- Depois vem Salgueiro Maia, para mim o único icone do 25 de Abril...mas deixou escrito...quero ficar em campa rasa e ai arrasou com todas as intenções!
5- Eusébio, a meu ver, jamais quereria essa homenagem
6- Amália já lá está - era do povo e queria continuar a ser do povo - que chatice os seus milhares de fãs e amigos só à sucapa é que lhe prestam homenagem deixando lá o que entendem e que eu respeito. Hummm se ela pudesse pisgava-se de lá! (que Deus me perdoe)

Será que muitos famosos vivos e com grande, mas grande valor têm de deixar escrito o que pretendem?

Com tudo isto sou totalmente indiferente quanto a este "ribombar de tambores" e já visitei o Panteão com uma arquitectura belissíma mas senti um frio gelado tipo... museu dos mortos.

Desculpe Dª. Helena, estarei errada?

Teresa disse...

Assino por baixo!!!

Miminhos Cruzados disse...

Gosto muito de Sophia!|

No ano passado passei uma tarde no Jardim Botânico do Porto, junto da Casa Andresen onde viveu parte da sua vida no Porto e onde se inspirou para escrever tantas histórias belas que constam agora de livros para a Literatura Infantil.

Vânia Batista

Raúl Mesquita disse...

Cara Helena:

Sim, congratulo-me com a justa decisão. Ela merece-o, Portugal merece-a!

Raúl.

João Menéres disse...

Sim, obviamente !

Melhores cumprimentos.

maria isabel disse...

Quando a decisão é correcta todos estamos de acordo,penso eu.

Virginia disse...

Quem conhece o Jardim Botanico do Porto, que ela percorreu em menina e adolescente - a Quinta do Campo Alegre com a sua Casa Andersen lindíssima - não a imagina noutro local que não neste. Aqui vem centenas de pessoas só para passear e ver o jardim de Sophia!
Os contos para crianças que escreveu basearam-se nestas referências que vejo amiude, pois o jardim fica em frente da minha casa. No ano passado montaram lá um busto de Sophia, que tenho fotografado, no jardim de flores variadas, lírios , tulipas, gladíolos e rosas.
Sophia adorava a praia da Granja, onde passava férias e, na minha humilde opinião, deveria ter sido enterrada no Norte de Portugal, donde são originários os seus filhos, se não me engano.
Mas sim, Sophia é universal. E por isso a sua alma já está a milhas dos panteões e dos mosteiros, das campas fechadas, buracos enclausurados, já se libertou há muito desses grilhões.
Todos devíamos deixar escrito o que queremos na nossa morte. Facilitava muito a vida aos familiares e sobretudo, a quem só se lembra deles, muitos anos depois...

Ssalgueiro disse...

Mas congratulava-me ainda mais se pudesse dispor da sua obra na biblioteca da cidade onde vivo (Santarém). E também, na mesma cidade, que antes de se pensar na trasladação de Salgueiro Maia,se dignificasse o espaço envolvente à sua estátua.

Fatyly disse...

O referido por "Miminhos Cruzados" tem mais significado e vai ao encontro do que pretendi dizer na esperança que me entendessem!

Anónimo disse...

Se esse fosse o seu desejo,sim.
Mas penso que o importante é onde o espírito permaneçe,e esse eu tenho a certeza que escolhe o melhor lugar.
Imagino-a num lindo jardim e que descanse em paz.

Anónimo disse...

Adoro a Sophia, é merecida essa homenagem, mas será que seria esse o seu desejo? Duvido!!
Concordo em absoluto com "Fatyly" e com o que escreve "Miminhos Cruzados".
FL

olinda silva disse...

É verdade.
Bom fim-de-semana

Maria disse...

SÓ agora? Muito bem merecido!
Maria

CF disse...

A decisão só peca por tardia... Um abraço Helena. Bom fim de semana para si...