sábado, 1 de fevereiro de 2014

A entrevista a Manuel Forjaz


Manuel Forjaz, 50 anos, professor e empresário foi operado no mesmo dia que o meu filho Miguel. Felizmente, está vivo. É casado com uma mulher de quem gosto muito e que se chama Helena, como eu.
Há mais de cinco anos que combate o “seu cancro”, mas vive como sempre viveu: com paixão e uma força anímica surpreendente, que não deixa ninguém indiferente. Como fez o meu filho. Talvez por isso este vídeo me comove tanto.
A TVI24 estreou, esta quarta-feira «28 minutos e 7 segundos de vida». Um programa semanal com Manuel Forjaz, conduzido por José Alberto Carvalho.
Em cada semana haverá um tema para reflectir e para tirar proveito de cada dia da nossa vida...
Como ele próprio diz «posso acabar por morrer da doença; mas a doença não matará a minha vida».
É isso que verdadeiramente conta e foi ter percebido isso que me aguentou estes vinte meses sem o Miguel.

HSC 

22 comentários:

maria de Lurdes disse...

Vi...adorei! Homem fantástico!Gostaria de perceber donde vem tanta força, tanta coragem!

Observador disse...

Estimada Helena
Vi atentamente o vídeo e facilmente me fui apercebendo que Manuel Forjaz é um grande homem, foi um lutador exímio e é um exemplo para todos, doentes ou não, mais aqueles que estes, como é evidente.

«posso acabar por morrer da doença; mas a doença não matará a minha vida».

Uma frase para ler e reler mas, fundamentalmente, para pensar.

A Helena interiorizou a questão, e vê-se a razão - haverão outras - que fez com que tivesse aguentado estes vinte meses sem o Miguel.

Os meus cumprimentos e o agradecimento pela partilha.

João Menéres disse...

Um bem haja, HSC !

Melhores cumprimentos.

Maria Braga disse...

Cara Helena, sou mãe há apenas 4 meses mas já não saberia viver de outra maneira, é mesmo a melhor coisa do mundo. Nem imagino a dor com que vive diariamente, mas a sua força é inspiradora. Um grande beijinho.

Fatyly disse...

Vi o programa e comovi-me muito. Subscrevo as palavras do Observador...e mais palavras para quê?

Um sincero e terno abraço!

Anónimo disse...

É realmente espantosa a força anímica que este homem demonstra ! Só realmente pessoas excepcionais podem falar assim. Acredito que o Miguel também o tenha sido.
Um beijo.
Maria Duque

Maria disse...

Exemplar! Ficamos presos ao ecrã a saborear cada palavra! Que força!
Drª Helena, a senhora é também um exemplo muito grande...
Um abraço.

Maria

TERESA PERALTA disse...

Faz-me sempre pensar no "Sentido" que dou à própria Vida. Dois exemplos a ouvir e a seguir, o de M.Forjaz e o da Helena.
Um grande abraço para si

(Helena, sabe que já tinha comentado este post na sexta - feira e, o comentário desapareceu... Não faz mal nenhum, porque assim pude fazê-lo outra vez.)

Helena Sacadura Cabral disse...

Teresa
A culpa foi minha, que ao ter tido oportunidade de colocar a entrevista anulei outro post
e com ele os comentários que não pude salvar.
Ainda bem que repetiu. Bjo

Anónimo disse...

Vi com atenção o programa e fiquei encantada com a forma como fala o brilho dos seus lindos olhos, a inteligência, o amor à vida e à família. Pergunto-me muitas vezes onde vão as pessoas buscar a força nestas horas.
Perdi o meu pai com um cancro do plumão e tenho uma tia que luta à quase ano e meio também contra ele.A força da minha tia também é impressionante!
Um beijinho Dra. Helena, a senhora para mim também é um grande exemplo!
FL

maria isabel disse...

Tal como a Teresa também já tinha comentado este post.
Já tinha visto uma entrevista dele que me deixou de boca aberta de espanto.Que força de vida!!!! Senti-me envergonhada por pensar que de vez em quando só porque a vida não me sorri e não só e já me julgo muito infeliz.
Um abraço a este senhor e a toda a sua família
Um beijo também para a Doutora helena

fatima.medeiros disse...

Bem Haja Helena!

Marta Ribeiro disse...

Sempre que visito o seu blog encontro uma perola!

O Manuel Forjaz trouxe-me tranquilidade, é isso que sinto quando o ouço. Mais do que a força ou a vontade, encontro nele paz.

Agradeço-lhe, Helena, por não o ter deixado passar em vão.

Um grande beijinho, Marta

Ernestina Castro disse...

Como somos egoistas tantas vezes !
Sinto neste momento vergonha de ser por vezes tão insignificante . Também tive um cancro ,mas não consegui ser "Tão Grande", como o Manuel e como o seu filho Miguel. Hoje fisicamente estou bem , mas sinto-me triste comigo, perante Homens como estes ! Um grande beijo e Bem Hajam !
Ernestina Castro

Feiticeira disse...

Perfeitamente fantástico! Virei fã do Manel! Este homem já "deu a volta" e vai cá ficar muito tempo porque somos nós, homens e mulheres comuns, que precisamos da força dele
!

Anónimo disse...

Sophrologia - Pergunto ao Manuel: Conhece?
Como homem inteligente que é só preciso de lhe dizer que deriva do grego( SOS + PHREN + LOGOS).
Significa: o estudo, a procura do equilíbrio da Consciência.
Ocupa-se dos valores existenciais do Ser Humano; ensina técnicas práticas preventivas,terapêuticas em saúde(pedagogicamente).
Sou médica; se ficou interessado saber mais sobre práticas em ciências da saúde ligue para o endereço abaixo.(izora29@gmail.com)

Anónimo disse...

Muito Obrigada pelos testemunhos.
Hoje estou a ler "Nunca te distraías da vida"
Convivo há 3 anos com o meu cancro do pulmão. e com as metástases.

Trabalho, sou muito bem disposta e, às vezes, sou Feliz.

Bikitim disse...

Cara Helena,

Manuel partiu em Abril, como Miguel. Não conheci, pessoalmente, um nem outro; ambos, por razões diferentes, foram referência para mim.

Abraço-a.
CSC

Anónimo disse...

Senhora,acendi uma vela e ouvi está música.

http://youtu.be/CA72NCgS_Vg

Que descanse em Paz o seu Amigo,e que a família tenha força de leão que é preciso para enfrentar a vida.

Deixo uma oração neste mês de Abril,o mesmo do seu Miguel .

Coragem e Luz para o seu coração.

Ambrósio

Anónimo disse...

Ernestina Castro ,
Hoje é um dia triste ! não sei .... talvez neste momento Deus esteja a proteger o Manuel , com um ENORME ABRAÇO , CHEIO DE AMOR .Acredito que sim .Hoje é um dia para recordar todos os que sofreram e foram tão corajosos como o Manuel Forjaz .Obrigada meu Deus por nos dares pessoas assim na nossa vida .
Ernestina

Maria Forjaz disse...

Helena vi-a no lançamento do livro do meu irmao Manel e sinto de si também uma forca enorme. Por tmidez não fui capaz de a cumprimentar mas admirava igualmente o seu filho MIguel pela pessoa que ele era. Vejo todos os dias aqui e ali e sinto-a quase da família, como aquela pessoa corajosa e um bom exemplo para todos e um grande sorriso na cara. um grande beijinho
Maria Forjaz

Helena Sacadura Cabral disse...

Maria
Que pena não me ter dito nada. Gostava muito do seu irmão, que foi operado no mesmo dia do meu Miguel.
Gosto, aliás, muito, da vossa Família toda, a começar na Helena que conheci há muitos anos.
Sabe? Quando peço pelo Miguel, peço sempre pelo Manuel!
Da próxima venha dar-me um abraço se faz favor!
Bjo