segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

Mário Soares e a morte de Eusébio.

Podia comentar o comentário do ex Presidente da República. Mas não o faço porque, para mim, como dizia Eugénio de Andrade, as palavras são de cristal. E estas, manifestamente, não o são. Uma pena...

HSC

24 comentários:

Observador disse...

Peço desculpa, estimada Helena.
Esqueceu-se de colocar tradução simultânea.

Cumprimentos

TERESA PERALTA disse...

Sobre esta noticia alguém escreveu o seguinte comentário, que subscrevo inteiramente:
"A diferença entre Mário Soares e Eusébio é esta: se perguntarmos aos portugueses com qual dos dois queriam beber um uísque, certamente que quase 100% preferia a companhia do Rei."
"Eusebio nunca pisou a Bandeira Nacional !!!! Ja este Soares....só à chapada mesmo"

Considero este depoimento de péssimo gosto...
E," Viva Eusébio!! "(A frase que identificava muitos portugueses que andam pelo mundo)

João Menéres disse...

Absolutamente lamentável !

maria isabel disse...

Não percebendo nada nem gostando de futebol,reconheço que na sua época Eusébio era mais conhecido que Portugal.Homenagem merecida. Se muito ou pouco não sei avaliar.
Descanse em paz

António Pedro Pereira disse...

Teresa Peralta:
A opinião de cada um é livre.
Mas a mentira não (devia ser)!
Uma coisa são as 2 referências infelizes da declaração de Soares à morte de Eusébio, outra atacar-se Soares com uma mentira fabricada pelo regime Salazarista/Marcelista no calor da luta colonial, que tem sido convenientemente ministrada ao longo de 40 anos.
Não acha estranho que, se Soares tivesse pisado a bandeira, não tivessem já surgido provas?
Uma fotografia, um ou mais testemunhos indesmentíveis?
Ele desmentiu-o pereptóriamente e eu acho que não o fez. Só uma pessoa muito reles e muito primária o faria. A bandeira está muito para além dos regimes.
Muito menos um líder político, em público, no estrangeiro: seria assinar a sua certidão de óbito político.
Faz-me lembrar outras «verdades» convenientes que são propaladas aos 7 ventos mas que não passam de mentiras ou de deturpações.
Como a do Jorge Sampaio: há mais vida para lá do défice: pura falsificação. Quer o discurso completo?
Diga que lhe deixarei o link.
Declarações infelizes há tanta gente a fazê-las todos os dias, mas não deixa de ser curioso que Soares tenha feito uma longa serie de referências elogiosas a Eusébio nessa intervenção as quais têm sido sistematicamente ignoradas.
Assim como o tom geral da intervenção, cujo balanço é (só podia ser) muito favorável a Eusébio.
Eu acho que a maioria das pessoas nem se deu ao trabalho de ouvir a declaração completa de Soares, critica-o porque não gosta dele por outras razões.
Eu prefiro a crítica, a Soares e a outros, pelo que dizem, procuro sempre evitar a pré-crítica motivada por outras razões.

Virginia disse...

Por aqui se vê a mesquinhez da mente que produz este discurso paternalista e desconchavado. Preferia não o ter ouvido.

Prefiro lembrar-me do sorriso do meu Pai, benfiquista ferrenho, que foi sempre o médico pediatra das meninas de Eusébio e que ficava feliz quando ele ia com a Mulher ao consultório, embora fosse ela a fazer as despesas da conversa. Só apertar-lhe a mão, era para o meu Pai uma honra e um prazer....

Anónimo disse...

Estimada dra Helena,
tinha nas minhas mãos uma pinça de algodão para lançar aqui uma única palavra -....- mas,de repente,uma luz brilhou na estrela da minha árvore de Natal e uma outra de cristal substituiu a anterior e é essa que é verdadeiramente essencial -Orgulho - sim,Orgulho no Grande jogador,desportista e Homem que hoje fez entoar o Hino de Portugal,que eu tanto gosto de ouvir,e conseguiu uma enorme Grandiosidade em elevar o nome da Pátria,Portugal,em todo o mundo...
A Deus Eusébio,neste Dia de Reis,o Rei,teve a mereçida despedida.

(tudo o mais é Tão Pequeno,que ainda bem que a palavra depreciativa voou para longe)

Obrigada a si Dra por me ter mudado e enxergar o Verdadeiramente Essencial.

Carlos Fonseca disse...

Cara comentadora Teresa Peralta,

Mário Soares, por quem não nutro qualquer espécie de simpatia, fez um comentário que seria inqualificável noutras circunstâncias.

No momento em que muitos milhares de portugueses, e principalmente os seus familiares e amigos, choram a morte do seu "ídolo", a única explicação que encontro para o dislate, guardo-a para mim, por decoro, e pelo respeito que a sua idade me merece (e que ele não teve).

Mas há um aspecto do seu comentário que também merece censura: refiro-me a sua caluniosa afirmação de que Soares pisou a Bandeira Nacional. Isso nunca aconteceu. Foi apenas uma aleivosia posta a circular pelos corifeus do Estado Novo.

Às vezes vamos por lã, e voltamos tosquiados. Acontece aos melhores.

Fatyly disse...

Senti imensa pena a perda de Eusébio, e não desejando a morte a ninguém, o mesmo não sentirei quando este partir. Talvez nesse dia os meus fantasmas do que ele fez de tão mau desapareçam tal como a descolonização de Angola.

Se eu for primeiro, lá em cima ajustarei as contas de outras forma...porque estas palavras não são dignas deo ex-Presidente...e se Eusébio gostava de Whisky, Soares gostava de diamantes e uma fundação que...fico-me por aqui.

Até sempre Eusébio e conseguiste juntar um povo...coisa rara!

TERESA PERALTA disse...

Caros Comentadores, Antonio Pedro Pereira e Carlos Fonseca
Não vou aqui discutir a veracidade deste facto porque apenas me cingi aos relatos que remontam à manifestação de Londres, no ano de 1973, contra a visita de Marcelo Caetano ao Reino Unido, onde foram queimadas bandeiras portuguesas, junto à embaixada de Portugal em Londres, e que Mario Soares se encontrava nessa mesma manifestação.
Se pisou ou se queimou, não sei...
De qualquer modo, agradeço o esclarecimento.
Cumprimentos

Anónimo disse...

Vá lá, vá lá, não exageremos o significado destas palavras de Mário Soares. Soares percebe tanto de futebol como eu de engenharia física. E falou da forma mais natural que lhe ocorreu. Já não tem que pedir contas a ninguém, visto já não exercer quaisquer cargo político.
E, convenhamos, daqui a 10 anos, falar-se-á de Eusébio, com carinho, mas já sem emoção, como tendo sido apenas um excelente futebolista. Tão só.
Eduardo Santos

Fátima Freitas disse...

Mário Soares nunca perde oportunidade de rebaixar quem não está à altura do seu inigualável intelecto.Já não é a primeira vez que o faz,e é nestas coisas que as pessoas mostram aquilo que são.

Maria disse...

Uma pérola! Um mimo! E mais não digo...

Helena Sacadura Cabral disse...

Eduardo Santos
Mario Soares foi PR de Portugal e goza dos benefícios de ter exercido essa função que todos nós contribuintes pagamos.
O que se pode e deve pedir é que continue a merecer o nosso respeito.
E quando daqui a 10 anos se falar de Eusébio sem emoção, não precisaremos que alguém nos lembre o whisky que ele tomava diariamente!

Maria disse...

O Mário Soares para merecer algum respeito pelo que foi...já deveria estar calado há muito tempo! Tem tido saídas muito infelizes! Tomara ele ter uma ovação como Eusébio teve...!"Humilha-te serás exaltado, exalta-te, serás humilhado"...é o que me apraz dizer!!!!

Anónimo disse...

Um qualquer guardador de ovelhas, sem cultura, mas com suficiente educação "natural", não teria falado assim. Valha-nos Deus com gente deste calibre!

noMar disse...

há pessoas que não suportam que nada, muito menos Alguém lhes faça sombra:
- mesmo que o "nada" seja apenas o Maior e mais Humilde Futebolista de todos os tempos
e por sinal:
- o maior Embaixador de Portugal pelo mundo inteiro, de todos os tempos

ontem, Portugal, e não só, mostraram-te quanto vales, quanto sempre valeste.
lembrar-te-emos sempre, com o maior carinho e Superior Emoção.

estás em paz:
Sabemos.

Anónimo disse...

Bom dia,

No meu ponto de vista, em nenhum momento do discurso de MS, há qualquer tipo de elogio a Eusébio.

De uma forma distante, elitista e presunçosa é feita uma caracterização de um dos símbolos desportivos da nossa história.

Esperar-se-ia um pouco mais de contenção e de respeito de uma pessoa supostamente culta e formada que, em tempos, representou politicamente o país.

E não creio que tenha nada a ver com a idade ...

Já agora, aos meus olhos, a caracterização feita ainda dignifica mais a imagem de Eusébio. Realça a sua garra, a sua determinação, a sua humanidade.

Caso contrário, ficar-me-ia na memória a imagem simpática de um senhor benfiquista, sempre sorridente, de toalha ao braço, a torcer pelos jogadores e pela seleção portuguesa. :-)

Cumprimentos,
Cláudia

Isabel Mouzinho disse...

Só não percebo por que é que continuam a pedir-lhe opinião sobre tudo e mais alguma coisa e a dar tanto "tempo de antena"...

Anónimo disse...

Bom dia Drº Helena

Este Sr. faz comentários muito infelizes.
A idade não lhe confere o direito de magoar quem se encontra de luto, por um HOMEM (Eusébio) que levou o nome de Portugal tão longe.
O Dr. Mário Soares não gosta de Futebol e muitos de nós não gostamos dele.

Anónimo disse...

No que concerne ao teor das afirmações do Dr. Mário Soares não há nada que queria comentar.

Gostaria tão só de deixar vincado que a responsabilidade das suas afirmações, mais do que dele, é de quem pensa que os Portugueses necessitam/querem continuar a ouvir o que este Dr. Mário Soares diz sobre a matéria (esta e qualquer outra).

Reforço "este Dr. Mário Soares", que qual jogador da bola há muito devia ter arrumado as chuteiras, como forma de todos retermos o muito que deu ao país, ao invés, do muito que o tempo lhe tirou e do muito que o tempo desvendou...

N381111

Maria disse...

Uma vergonha! Há pessoas que não gostam que lhe façam sombra!Este "senhor" pensa que é ele o "Rei" de Portugal, mas viu-se quem é o REI!
A HUMILDADE é algo muito bonito e que devia constar na lista de valores de algumas pessoas.
Enfim....O melhor é este "senhor" arrumar as "chuteiras", porque, sempre que abre a boca, é cada tiro, cada melro...
Um abraço Drª Helena.
Maria

Gaivota Maria disse...

Pisou a bandeira. Foi em Londres. Pelo menos uma vez foi visto na nossa TV depois do 25 de Abril porque eu vi. Familiares meus em Londres assistiram. Certamente num dos seus periodos de poder tera mandado destrui-lo.

Anónimo disse...

Gaivota é mentirosa.

ponto