sábado, 25 de janeiro de 2014

Again...


“O presidente da Assistência Médica internacional (AMI), Fernando Nobre, em relação a uma nova corrida a Belém, disse estar em “período de reflexão”, no programa ‘Discurso Directo’, da TVI24. Porém, referiu ser “extemporâneo e precipitado” falar de eventuais candidaturas às eleições presidenciais”.


Espera-se que reflicta bem e muito. Há gente que não aprende!

HSC

4 comentários:

Tété disse...

Desejo que esteja a ter um bom fim de semana.
Só peço que este senhor nos saia da frente depois do fiasco das ultimas eleições de 2011. Isto sem contar com todos os apoios que deu a candidaturas de vários políticos das mais diversas posições - creio que o seu leque de apoios vai da extrema esquerda até à direita.
E ainda há mais. Ouvi (e a pessoa que o disse é idónea)como é este senhor a gerir a AMI e os colaboradores que lá têm passado: grande parte da sua família faz parte da organização com o inerente pagamento dos salários - tudo para bem dos que dela necessitam; também não me parece que faça jus à distinção que lhe deram em 1991- a Medalha de Ouro de Direitos Humanos -, quanto ao seu tratamento aos outros colaboradores.
Sempre que dele se falava eu admirava o seu espírito de missão que se foi salientando ao longo das suas participações em "missões de estudo, coordenação e assistência humanitária em cerca de setenta países".
No entanto passou a ser comum o seu "dito por não dito" nas diferentes intervenções políticas em que o vimos.
Espero que desta vez esteja muito sossegadinho.
Um abraço
Teresa

Fatyly disse...

Ainda faltam dois anos e não haverá problemas mais graves para serem resolvidos?

Acredito que tenha aprendido!

Observador disse...

Creio que Fernando Nobre aprendeu a lição.

Corrida a Belém, para ele, só numa mini-maratona organizada pela Xistarca.

Cumprimentos

maria isabel disse...

Tanta gente que nos vai decepcionando pela vida fora.