quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Agora é a mãe...

Está a tornar-se hábito que os familiares de políticos vejam a sua vida pessoal na praça pública como se exercessem funções que a tal impusessem.
Agora é um jornal que coloca em primeira página que a mãe do engenheiro Socrates deve dinheiro ao fisco por via de mais valias na venda de uma sua casa. Mas o que é que algum de nós tem que ver com a vida da senhora? Se deve, é o fisco e só ele que tem de resolver o assunto. Se não deve, é uma calúnia que merece ser punida.
É evidente que o que se pretende é atingir o ex PM. Mas a continuarmos assim, sem que ninguém se insurja, daqui a pouco estamos a pagar pelo que fizeram os nossos trisavós ou primos em quarto grau.
Não sou amiga do Eng. Socrates nem da sua ascendente. Mas considero inaceitáveis processos deste tipo. Os filhos não respondem pelos pais e o inverso também é verdadeiro. A que propósito é que a vida da senhora é tornada pública, visando uma matéria da sua estrita esfera privada?
A saga da transparência está, no nosso país, a alcançar proporções insanas, que ofendem profundamente o direito à vida privada e à defesa do bom nome pessoal.

HSC

19 comentários:

Ältere Leute disse...

Pois é ! Eu diria que a "transparência" está a ser interpretada de pernas para o ar: fica-se pelas vidas privadas e desvia-se, agilmente, dos "alçapões" que envolvem os assuntos que decidem a vida do presente e do futuro do comum dos cidadãos!

Alcipe disse...

Muito bem, Helena. Todo o meu apoio!

Anónimo disse...

Drª HSC não concordo ... !!!

Acho que o trabalho desses jornalistas deveria ser, devidamente, louvado...

Só fiquei com uma curiosidade ... será que as mães deles (e de seus directores e accionistas) devem algo ao fisco !?!? E os pais .. e os irmãos, e os sobrinhos!??!

A Investigação impõem-se, se querem um Estado de Polícia ... têm que ser policiados.

N381111

PS. Como estou a coberto do mais puro anonimato (como tal não posso ser contrariado), deixo o registo incontestável que ninguém da minha família (mesmo que alargada) alguma vez tenha tido um acto (pensamento e/ou omissão) pecaminoso ou contrário à lei, e como tal ofereço os meus parcos préstimos a esses paladinos que dão pelo nome de Correio da Manha (sem til) ...


diogo disse...

é que se fosse eu até as cuecas já me tinham penhorado , mas como é a mãe de um todo poderoso ...
é só por isso que é noticia , e ainda são poucas , mas vão vindo ao de cima .
se fôr mentira , nos tribunais é que se tratam dessas coisas , a não ser que seja mais um caso tipo "freeport".
o povo começa a fartar-se de ser sereno
cumprimentos

rmg disse...


Pois por aqui se fica na dúvida do que os autores e promotores deste tipo de notícias sentem pelos pais na sua qualidade de filhos.

RuiMG

luisa afonso disse...

Boa tarde Dra. apenas queria deixar esta mensagem de simpatia pela Sra., sempre a admirei, sempre muito simpática muito terra a terra, adoro ouvir tudo o q diz, sábias palavras as suas, não sabia da existência do seu Blog mas tomei conhecimento esta semana numa entrevista que deu com a Silvia Alberto na RTP. Fiquei contente sempre posso ir vendo e lendo o que escreve.
E quanto ao agora é a mãe... tb concordo com o que diz, tenho dois filhos, são menores , sim sou eu que ainda respondo por eles, mas qd forem adultos!?! espero nunca responder por eles, ou eles por mim, era só o q faltava... bjinhos

TERESA PERALTA disse...

A Helena tem toda a razão. Estão todos muito confusos... Uma vergonha!!... Todo o ser humano tem direito à sua privacidade, essa é para mim uma clausula que gosto de acrescentar aos vulgares Direitos Humanos.
Ao comentário de Altere Leute adianto também que os senhores jornalistas não deviam afastar-se do verdadeiro problema, que terá sido a actuação deste ex-governante, prolongando-se nos dias de hoje, ao esquivar-se às suas responsabilidades através do combate conflituoso, impregnado de uma “indecência politica” (palavras do mesmo), nunca chegando a admitir que tem muitas, mas muitas, “culpas no cartório”....

Quanto ao direito à privacidade, talvez as “altas esferas” estejam a precisar de reflectir um pouco mais, porque, a ser verdade, Bruxelas mostrou intenção em colocar on line uma lista negra de famílias insolventes.
A Helena deve ter conhecimento desta noticia, no entanto, aqui vai:
http://www.dinheirovivo.pt/Economia/Artigo/CIECO296823.html
Um enorme abraço, cheinho de esperança....

Helena Sacadura Cabral disse...

N381111
Gosto do seu sentido de humor!

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Querida Helenamiga

Primeiro -Não precisas do meu apoio - mas eu dou-to. E fico feliz por o dar. Também não sou amigo nem do filho nem da mãe. Embora pense que o Eng. Sócrates também fez muitas coisas boas - no domínio da política. Mas... também fez coisas más, q.b.

Segundo Há gente que se põe a jeito e depois é um fartote. Jornaleiros e não jornalistas deviam pensar duas vezes antes de bolsar um "mimo", com é este e que só pode dar galhofa; ou um par de estalos.

TerceiroNo país do vale tudo a infâmia e a traição estão a ser cada vez mais - pagas. Se alguma coisa me orgulha profissionalmente ela é nunca me ter vendido. E bem o tentaram... Por isso, repito: subscrevo tudo o que dizes.

Qjs

Espero-te, como sempre, na Travessa

Dalma disse...

Mas pode lá haver país que se preze que não tenha um jornal onde as verdades, mentiras e meias verdades entretenham certo público?!
Se assim não fosse não existiriam para lá do CM, o Daily Mail, o USA Today só para citar os que conheço...

Fatyly disse...

Tive que rir e subscrever o comentário de N381111

Mas já agora pergunto a razão da existência da lista dos devedores no site das Finanças e S.Social? Para fazermos de fiscais? Também não será inconstitucional(palavra moderna e mais badalada:))?

Ao longo da minha carreira profissional deparei com muitos filhos a utilizarem o nome dos pais, irmãos, mulheres ou maridos e porque seria? Recordo um excelente jornal (que os guardo todos e volta e meia vou reler pela qualidade dos mesmos) de então que punha a nuo muitos podres e maginâncias feitas ao abrigo da política...

mas daí julgar sem conhecimento de causa...vão anos luz!

É o país que temos...é o jornalismo que temos...e fico-me por aqui.

Um abraço

Luis Filipe Gomes disse...

Eu não acho que seja surpreendente.
Infelizmente, como é sabido, na nossa língua para contestar o sujeito, insultasse-lhe a mãe.

Anónimo disse...

Maria (publicamente anónima)
Drª Helena, concordo com o seu comentário. Concordo que a vida privada dos familiares não deve ser devassada. Mas esta devassa de tudo e todos na imprensa, começou há alguns anos quando foram denunciados alguns casos, menos lícitos, tratados em nome de familiares e não dos próprios de modo a esconder algo. Isto a fazer fé em notícias de imprensa!...
Certamente que todos queremos a transparência. Pelo menos quando é o contribuinte a pagar. Mas…parece que estamos muito longe de a conseguir…
Maria M

Isabel Pais disse...

Drª Helena,
Este tipo de notícia faz em mim um misto de revolta vs resignação.... pois se por um lado concordo consigo na especulação da vida privada devido à família, por outro (a crer que seja verdade aquilo que tem vindo a público) foi dinheiro ganho de forma ilícita (anteriormente também foi largamente divulgada a limitação de recursos da senhora) que fez com que a senhora comprasse e vendesse com um lucro superior a 100% e agora não paga as mais valias... enfim!

Anónimo disse...

Bom dia,

D. Helena, concordo consigo e compreendo a sua indignação perante o facto de os meios da comunicação não respeitarem a vida privada seja dos políticos, dos actores, enfim, de todos aqueles que são figuras públicas (e não só).

Mais patético considero aqueles que consomem estas "notícias" ou este tipo de entretenimento.

Todavia, não me encontro em sintonia consigo no que respeita às situações em que os cidadãos, famosos ou não, pais ou filhos ou cunhados (etc) de alguém famoso ou não, não cumprem com os seus mais elementares deveres cívicos e pagar imposto é, para mim, que os pago todos por mim e por aqueles que não o pagam, um dever cívico.

Se não for verdade, quem de direito verificará. Não me cabe a mim julgar, seja a favor, seja contra, só pelo que vem nos noticiários.

Cumprimentos,
Cláudia

DD disse...

Este é o problema de uma imprensa concentrada nas mãos de 2 ou 3 grupos económicos e completamente refém do poder político. Não se discutem as questões essenciais mas para vingar, injuriar e afins.
Vejam-se os "fantásticos" telejornais da noite que mais parecem programas de futilidades sem qualquer interesse.
Valham-nos as redes sociasi e a Blogoesfera que, mesmo com os seus defeitos, discute e alerta para temas com importância.

Anónimo disse...

"Um ponto de ordem à mesa", como diria o Miguel Portas no ISE - a Senhora Drª, acaba por colocar um valioso ponto de ordem à mesa.

O Correio da Manha (sem til),sai censurado, aqui, mas isso importa para as vendas? - amanhã é novo dia.

Esta gente é asquerosa

Anónimo disse...

É pena que os mesmos jornaleiros não ponham na primeira página os resultados da votação referente às escandalosas «subvenções vitalícias» (aí o PS votou com os partidos do Governo...)
Quanto às relações do cidadão com a ATA (vulgo Fisco), que continuem a cruzar dados de indivíduos e empresas, actuem exemplarmente, em nome de todos os que sempre pagaram os seus impostos e esses pasquins tenham a coragem de apresentar artigos sérios sobre o assunto

patricio branco disse...

sim, sem duvida, por outro lado e noutra perspectiva, sempre achei intrigante o pudor dos politicoas em mostrar a sua familia, conjuges, filhos, netos, não falo das 1as damas que tem de ser, mas em campanhas eleitorais p ex à maneira dos eua, toda a familia comprometida, sim, acho isso bonito, o combate politico é tambem familiar, os presidentes não são homens mulheres artificialmente sós, não devem ter medo de mostrar a familia, bem, isto é assunto diferente do que se diz da mãezinha de socrates, etc etc