segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Repetindo

Já aqui o disse antes. Vou repetir, pedindo antecipadamente desculpa aos que são estranhos a esta matéria.
Não vale a pena bolsarem no meu blogue o ódio ou a raiva que tenham ao meu filho. É inútil porque se quem querem visar é ele, isso não acontece. Se é a mim, eu sou imune a tais estados de alma.
Assim, de futuro, serão eliminados automaticamente tais comentários, que até aqui tenho, de forma democrática, publicado.
Quem pretenda faze-lo tem um método simples: abre um blogue, ou vai a outro e deixa lá tudo o que lhe apetecer e lhe consentirem. Mas não se serve mais do meu. Esclarecidos?!

HSC 

29 comentários:

Fatyly disse...

Grande mulher...grande mãe e maisnada!!!!
Como se diz na minha terra: toma e embrulha...chapeú de côco:):):)

Mineu Martins Santos disse...

Abençoada!!!!!!

João Menéres disse...

Bem sabe que neste país, quando se abre um bocado a janela, todo o lixo da rua logo entra.

Melhores cumprimentos.

Gaivota Maria disse...

Boa!

Maria disse...

Totalmente de acordo com o seu post.
Abraço,
Carmen

maria isabel disse...


Já comentei a paciência da Doutora Helena muitas vezes.Parece que agora tomou a atitude certa. Um BASTA de vez em quando só faz bem.
Grande mãe

Abraços
Maria Isabel

Dalma disse...

Por favor, elimine-os mas não os incentive a abrirem um blog para descarregarem todo o azedume que sentem, já existem demais, se bem que só os lê quem quer!

Fátima Freitas disse...


muito bem,Dra Helena.

diogo disse...

como é que se pode ?
a uma mãe que teve dois filhos em campos políticos diametralmente opostos ?
só pode ser inveja !
um beijo respeitoso
n.b. por acaso era grande admirador do miguel e era politicamente o mais distante possível.

mina Jesus disse...

Quem fala assim não é Gago.Grande MULHER!

Anónimo disse...


A minha filha anda no 9ºano e tem de decidir qual a área para seguir os estudos, eu digo-lhe que não posso opinar pois terá que ser escolha dela mas depois ler este post vou opinar POLITICA NÃO.

Haja paciência.

Isabel T.

Maria disse...

É assim mesmo! Grande Senhora! Tomem lá e embrulhem!....
Um abraço
Maria (seg. inter.)

TERESA PERALTA disse...

Eu faria o mesmo, Helena. Aqueles que não sabem o que é a educação para a liberdade e o respeito pelos outros devem ser democraticamente ignorados, porque, em ultima instancia, podemos cair na injustiça de nausear os outros que, deste modo, também acabam por ser forçados a aturar o cheiro a bolçado. Torna-se, por isso, necessário, tomar posições na defesa do bom ambiente....
Boa noite Helena, com um grande abraço.

me disse...

Mais nada :) beijinhos

Anónimo disse...

Muito democrata foi a Helena... Comigo muitos dos comentários nem chegavam a ter "tempo de antena" porque só pessoas de baixo nível vêm criticar um filho para o blog da mãe.

Como escrevi há dias num seu outro post, a propósito de um desses comentários, enquanto se anda entretido com a vida alheia, passa-lhes ao lado o que se passa na própria casa...

Isabel BP

Vânia Batista disse...

Não há remédio, de facto.

Mas querem insultar o ministro ou o filho?
Estão a confundir as coisas e não há forma de perceberem a diferença.

É público que a Drª Helena não se imiscui na vida política do senhor vice-primeiro ministro e, como já é grandinho, também aqui não fala do filho, que já terá vida própria.

Também não percebo a razão dos insultos.

Força, querida Helena!

Um beijinho
Vânia

Anónimo disse...

Maria (publicamente anonima)
Drª Helena! Tem toda a razão.
Estou consigo! Que grande atitude! Quando leio algumas opiniões que despejam aqui no seu blogue fico triste, porque mãe é mãe. E a Senhora, certamente, já sofreu bastante como mãe de dois Homens com uma vida pública tão rica e, ao mesmo tempo tão desgastante. Mas é a vida deles (dos filhos) são escolhas próprias e não das mães, só temos que nos conformar. Eu, pessoalmente, admiro-a muito, como tenho admirado as atitudes dos seus filhos, até posso não concordar com nenhum politicamente mas admiro a capacidades deles. Adorava ouvir o Miguel, tanto em entrevistas como em comentários, mostrava uma grande cultura e grande capacidade de lutar e acreditar em tudo o que fazia.
Beijinhos
Maria M

Carla Isabel disse...

Eu tenho 4 filhos todos diferentes, graças a Deus!
Os seus filhos eram completamente diferentes em termos politicos...mas eu gostava d ouvir o Miguel...pensei muita vezes como seria ter dois filhos politicamente opostos...na perspetiva de mãe, pois claro.
Não me parece correto depositarem aqui azedumes e queixumes...seja a que titulo for. Fez muito bem! E qual é mãe que gosta que apontem o dedo aos filhos???
Beijinho

Maria do Carmo disse...

Boa tarde Helena

Tenho lido por mais de uma vez a sua opinião sobre este assunto, realmente é difícil entender como as pessoas continuam a incomodá-la com ele.

É preciso ser uma pessoa bem formada, como a Helena o demonstra constantemente, para só agora tomar a medida que devia ter tomado desde logo.

Um bem haja e um terno abraço

Maria do Carmo

Isto e aquilo disse...

Nem era para dizer nada, porque me parece tão óbvio tudo isto e nem sei como a Helena teve paciência de ir aturando tanta má educação, para dizer o mínimo. Enfim, estou totalmente de acordo com a Isabel BP. Aliás, ultimamente anda a concordar muito com ela ;) Deve ser por termos o mesmo nome. (eheheh)

Beijinho

Dina Santos Revesso disse...

Gosto tanto de a ler; aqui ou em papel!

Ainda esta semana li uma "quote" que dizia "A esperança é a última a morrer, minha paciência é a primeira."

Um grande bem haja

Maria Júlia Sobrinho disse...

Acho muito bem! Estava a cansar-me de os ler e a fazer grandes esforços para não intervir; quando o fiz, parecia que estava a tomar a sua defesa(como se precisasse!), mas era bem incómodo.
Abraço Júlia

João Figueiredo disse...

"Passo" por aqui discretamente de vez em quando, mas a minha mulher, sua admiradora, é visita diária, e hoje comentava ao almoço este seu postal.

Vejo como a apoia quem a lê, e tive a curiosidade de procurar nos postais anteriores a razão da sua indignação. Como não encontrei nada de muito grave (pelo contrário, tem uma enorme falange de admiradores e admiradoras), presumo que não publicou os comentários pestilentos.

Não questionando as suas razões que compreendo, pergunto-me se os autores dos comentários maliciosos não mereceriam, para seu escarmento, ver publicados os seus ódios e raivas e escarrapachados os seus nomes.

A menos que sejam anónimos, como é costume. Nesse caso não serviria de muito.

K disse...

:)
Há gente que ou é surda... ou não sabe ler... ou só quer criar confusão... E, é mesmo assim, só faz falta "quem vem por bem.
Um beijinho.

Anónimo disse...

H. S. C.,

Como sempre uma Grande Senhora.

Um abraço da
Anabela S. R.

Carol@s disse...

Assim é que se fala Maria Helena.
Um grande beijo a uma enorme MULHER e MÂE.

Anónimo disse...

Como se diz na minha terra: BOCA SANTA!!!
Margarida Taveira

Marta Guerra disse...

Concordo com a decisão.

Quando volto aqui é porque gosto da visão desempoeirada da Helena e não para "ouvir" falar mal dos filhos de quem quer que seja.

É completamente desajustado aproveitar este blog para dar o pontapé de saída a discussões e críticas sejam elas construtivas ou a destilar ódio.

Anónimo disse...


Cara Drª HSC

Compreendo e respeito (como é óbvio) qualquer decisão de quem é a única proprietária "desta casa" ...

Quando me faço de convidado (o que todos os comentadores aqui são) tento aliar a mais elementar urbanidade a um sincero agradecimento por aqui me "deixar" entrar,

Contudo, como confesso que me divertia assistir aquela que era (e continua a ser, sempre) a sua superioridade civilizacional perante alguns arrazoadores, tenho pena que as circunstâncias a obriguem a tomar esta atitude... é que estou certo que o faz (mais do que com justificada revolta) com uma profunda dor ... não só por si, não só pelos seus, mas também por pena daqueles que cobardemente, no anonimato da internet, vilipendiam este seu espaço.

N371111