sexta-feira, 24 de maio de 2013

Será novidade?

Eu sei que há idosas que ainda sonham com o grande amor. Fazem bem. Não foi nunca o meu caso e, talvez por isso, a vida me tivesse reservado algumas agradáveis e   merecidas surpresas. Vem este intróito a propósito de algo que está a passar-se comigo e, certamente, com algumas "eleitas" mais. 
De que se trata? De uma inesperada avalanche de senhores que através de uma rede apelidada TWOO se disponibilizam, de frente ou de perfil, para o chamado "grande amor". 
A primeira vez que tal oferta chegou à minha caixa de correio limpei e não reagi. Mas agora, é praticamente dia sim dia não, que um grupo de seis ou oito seniores tentam piscar-me o olho para me alertarem para os seus predicados... A coisa começou a tornar-se insólita e por mais que eu tente excluir-me do processo, nada consigo para além de mais seis risonhos candidatos ao amor eterno.
Abstenho-me, claro, de tecer comentários sobre as fotos dos pretendentes porque elas liquidariam qualquer resto de líbido que houvesse em mim. De facto, com tais candidaturas, não sei como a rede sobrevive.
A juntar a esta nova experiência etária, surgiu ultimamente uma outra, que também começa a entupir o meu mail. Trata-se de "clubes de dança" que aliciam as participantes da sua mailing list a darem contributo artístico ao fomento do tango e do paso doble...
Calculo que devo ser uma "predestinada", embora no meu CV nada justifique essa distinção. Não danço mal, mas só gosto de dançar com quem escolho e nunca com quem me escolhe. Eu sei que é "uma pequena diferença", mas ela existe e eu pretendo mante-la. 
Qual a razão de todas estas diatribes, não a sei, como diria o poeta, mas que ela me dá fortes ataques de riso, isso é um facto... 
Será que alguém já terá caído nas malhas de tanta oferta?!

HSC

11 comentários:

Isto e aquilo disse...

Ahahah! A Helena é mesmo engraçada. Eu farto-me de rir com alguns dos seus posts.
Não tenho recebido mails desses de que fala, mas nos últimos dias também tenho recebido umas mensagens estranhas, de um "príncipe do meu conto de fadas" como se intitula, por trás do anonimato 8que eu acho sempre asqueroso...)
Enfim, não há pachorra!
Eu acho que é esta Primavera tardia, em sentido literal (e também figurado, eventualmente), ou está mesmo tudo a "passar-se".

Resta-nos o bom humor (e já não é pouco, nos tempos que correm)

Beijinho e bom fim de semana cheio de sol!!!

Isabel Mouzinho

Anónimo disse...

Uma figura pública ( e muito simpática ) como a Senhora, não é para estranhar tão grande assiduidade a pedidos desse carater. Mas convenhamos que até nem é preciso ser muito inteligente, para concluir que por essa via não haveria hipótese...Sonhar é fácil! Bom fim de semana, Doutora Helena.

HBC disse...

Cara Helena,

Mais uma vez como a compreendo. Por mais que elimine e exclua na totalidade todas as mensagens,elas continuam a aparecer. Quando se atinge a Golden Age é nosso privilégio despendermos o nosso precioso tempo com quem nos identificamos ou não desde que seja essa a nossa opção. Quanto a dançar só com quem realmente gostamos.
Sempre com amizade.

DNO disse...

Essas aventesmas que aparecem por aí no e-mail,acho que deve ser qualquer coisa automática porque a mim acontece-me o mesmo. É de gritos! Cada um é mais horrível que o anterior e olhe que a mim também me provocam umas boas gargalhadas! Enfim, se estivesse à procura do amor eterno e tardio, estava bem servida eheh!

Vânia Batista disse...

(In)felizmente, a mim, ainda ninguém convidou para dançar.
O máximo que consegui até hoje foi um convite (que ainda não se concretizou) para um passeio no Jardim Botânico do Porto.

Um beijinho
Vânia

zia disse...

É demais, já me pos a rir, bem haja!
De facto aparecem emails para todos os gostos, os piores que ainda abro, às vezes, são os das cadeias que não se podem interromper...
Divirta-se, se conseguir, e muitos beijinhos,
lb/zia

Isabel Seixas disse...

O máximo...

Anónimo disse...

Olá,

apesar de divertido à primeira vista, a dada altura deve começar a desesperar! :-)
Ele há cada uma!

Cumprimentos,
Cláudia

ERA UMA VEZ disse...

À primeira dá vontade de rir...
mas será que esse fenómeno não traduz muita solidão dolorosa e escondida?

Não há nada,de facto, que não aconteça à geração grisalha...
Depois, quem a manda ser gira de estoirar corações???

Helena Sacadura Cabral disse...

Minha querida ERA UMA VEZ
Só você para me fazer rir de gosto, eu que sou alourada...

Maixa disse...

Só de imaginar, consigo ouvir os risos da Tia...que saudades!!!
Beijinhos
Maixa