sexta-feira, 24 de maio de 2013

Os resistentes

Aquietem-se, porque não é de política que vou falar. É de homens. Os que guardo nas minhas lembranças. 
Aquietem-se de novo, porque também não é acerca dos meus amores que vou escrever. Esses estão no meu coração, guardadinhos a sete chaves. Vou falar-vos dos homens que estão na minha memória e que embalaram as minhas paixões.
São vários. Na música, quatro: Sinatra, Montand, Cohen e Aznavour. Georges Moustaki é da mesma fornada mas não ocupava o lugar dos outros. Vinha na segunda linha. Acaba de morrer. Ficará o registo da sua voz, já que o da imagem se degradou muito. Quando veio a Lisboa já era um velho. Ao contrário dos outros dois vivos que citei, nos quais o passar dos anos foi menos cruel.
No cinema Redford mantém-se entre aqueles por quem a minha pressão sanguínea acelerou. E vou ficar triste, se ele partir antes de mim.
Estas figuras contam nas suas rugas - e ainda há quem queira apaga-las! - a história de um meio século, ao qual eu tive a sorte de pertencer. As vozes, essas, com os olhos fechados, eu distinguiria qualquer delas à distância.
Redford, no meu caso, personifica "aquele" homem com quem se tem o direito de sonhar. Aos vinte, aos trinta, aos cinquenta, aos noventa! Felizmente, o coração só envelhece nos electrocardiogramas...

HSC

13 comentários:

zia disse...

Moustaki partiu e faz muita falta sentir a sua presença. Teve uma doença terrivel bem estampada nesta foto!
Tantos a aumentarem o espaço da ausência...
Feliz fim de semana minha linda Senhora,
lb/zia

Paula Ferrinho disse...

Pois é HELENA! Mantenhamos todos essa juventude de coração e de alma, mesmo que o outro coração, o biológico, vá envelhecendo...
Beijinhos...

Mafaldinha disse...

Quanta verdade Helena em tão poucas palavras! Há homens que duram vidas e inspiram muitas vidas é nossa obrigação recordá-los. beijinho e bom fim semana

DNO disse...

Quanto ao Reford, é mesmo aquele homem com quem se tem o direito de sonhar! Quando vejo o que o tempo fez aos seus lindos traços, olho para o espelho e...fico mais conformada.

Carlos Fonseca disse...

Gosto dos cantores que mencionou (e de mais umas tantas e uns tantos), embora não não exactamente pelas mesmas razões que invoca. Gosto das suas canções das suas vozes, e continuo a gostar de os ouvir, nos discos que afinal não os deixam cair no esquecimento.

Também gosto do trabalho artístico do Redford. Mas a verdade é que a sua passagem pelo tempo começa a notar-se bem. Ainda assim, melhor do que a Bardot.

Anónimo disse...

Cara Helena,

Emborasou de outra geração... mas, desde adolescente que o Robert Redford, o Paul Newman e o Alain Delon me aceleram a pressão sanguínea.

Na música, gosto dos que referiu mas acrescento o Gilbert Bécaud porque os meus pais me ensinaram a adorar L'important c'est la rose:

http://www.youtube.com/watch?v=KamOG_hQPEI

Isabel BP

Anónimo disse...

Robert Redford! Que óptima escolha! Adorei vê-lo ao lado da Streisand em "The Way We Were", excelentes representações numa história de amor que termina mal.

Dalma disse...

Muito bem observado, "o coração só envelhece nos electrocardiogramas"!

Isabel Seixas disse...

Que post ternurento, acho que só envelhecem os corações que não amam...

herminia Lopes disse...

Ai Senhora, mais nova eu sou, mas pouco, e recordo com aquela saudade, dois dos seus preferidos na musica e outros, de olhos fechados,o Sinatra no "My Way", nem corrente de ar passava , então o tal de RED..., e o NEWMAN? Escolha às cegas, o cardio dava luz verde!!!
Nãda é por acaso, já reparou que em todas as Estações , da mais pobre à mais luxuosa dizem: "PARTIDAS" "CHEGADAS", assim é a vida, enquanto uns partem e deixam algo de si, outros chegam e com eles trazem sempre uma mensagem e aos poucos se vão revelando.
Até breve
Herminia

Anónimo disse...

Boa tarde,

Acabei de entrar na era dos quarenta, ainda me divirto um pouco com a minha Mãe, pois toda ela também se sorri quando vê um filme com R.R. :-)!
E Sean Connery? Jeremy Irons?
Eu pertenço mais à geração de George Clooney e Xavier Bardem, entre outros :-)
Beijinhos,
Cláudia

ERA UMA VEZ disse...

Que vozes e que homens lindos...

Há poucos dias,na passadeira de Cannes lá estava ele,o Redford "de todas nós" mas não me pareceu estar muito bem. Estranhamente magro e tenso.
Oxalá seja da minha vista.

wahyud disse...

Obrigada, fico feliz em visitar aqui
obat stroke