segunda-feira, 20 de maio de 2013

Megalomania despesista


"A Câmara de Gaia está a projectar a construção de um túnel rodoviário mergulhado nas águas do Douro para ligar a praia de Lavadores (Gaia) à zona do Castelo da Foz (Porto). A obra custa 54 milhões de euros. Para o túnel ser sustentável deverá ser portajado". ( in Jornal de Noticias)

O país anda louco com certeza. E aqueles que ainda não enlouqueceram estão a caminho disso quando lêem notícias destas. Deve ser mais uma PPP na calha em que os lucros vão para o privado e os prejuízos para o portuga contribuinte. Haja decoro!

HSC

25 comentários:

Vânia Batista disse...

Esta, para mim, é nova.
Isto anda tudo maluco! 54 milhões de euros quando o país está em crise????

Meu Deus, que gente.
Um beijinho
Vânia

mina Jesus disse...

De facto!!Sem comentários!

rmg disse...


Digamos que é mais uma ideia de determinado senhor que , ao falar nisso , acrescentou :
"É um projecto para os futuros presidentes de câmara [do Porto e de Gaia] desenvolverem, se conseguirem condições financeiras para isso".

Como esse determinado senhor é useiro e vezeiro nestas coisas há que lhe dar - para já , nunca se sabe ! - a atenção que o projecto merece , ou seja , pouca .

O que me parece mesmo grave é que pessoas assim continuem a ter tanta protecção do respectivo partido e tanta atenção dos media .

RuiMG

Anónimo disse...

E desde quando é que há decoro nesta gentalha que brinca aos adultos?

Isabel BP

zia disse...

Será que pode ser? Não era a 1ªvez, ainda me lembro dos muitos comentários sobre o CCB, o aeroporto novo de Lisboa, o comboio de alta velocidade, etc... e depois??? Pensamos em grande, mas a concretização é dramática!
Veremos...
Um abraço grande,
lb/zia

Gaivota Maria disse...

Com a aproximação da campanha eleitoral só não vale tirar dentes (olhos não porque estamos todos cegos). Esta deve ser mais uma idiotice do Meneses que deixou a Câmara na penúria e deve estar a preparar terreno para tentar derrubar o nosso independente Rui Moreira. Essa obra a ser feita ficaria por 3 ou 4 vezes mais do que o aqui citado porque o local onde acabaria a passagem é o mais difícil do rio. Há gente que tem uma lata!!!

João Menéres disse...

E diz ele que não é DESPESISTA !
Pobre Cidade do Porto se ele POR ACASO ganhar...

Hélia Cruz disse...

Cara Helena,
Só me ocorre uma única palavra: Socorro!Au secours!Help!Hilfe!
Sempre com amizade.

Teresa Peralta disse...


Não posso acreditar !??..
Vai ver que são Cabeças pensadoras que não podem estar desocupadas e, gostam de fazer coisas...
Um Abraço

Anónimo disse...

O Sr. Adão da Fonseca precisa do dinheiriiinho pq muitos dos seus projetos em PT (e lá fora) estagnaram... toca a ligar pros amigos políticos e pq não meter um projeto destes a concurso?

54 milhões nem parece muito para uma obra destas... é óbvio que estes 54 milhões vão triplicar com desculpas de mau tempo, atrasos de obra, etc etc.

Se isto for avante é mais um buraco neste navio a ir ao fundo... não é com investimentos destes que o país vai pra frente.

E. Dias disse...

Com coisas destas eu, portuga, é para o lado que durmo melhor: não há guita nem há quem empreste a estes marmelos, a câmara de Gaia já tem dívidas que cheguem. Vão as autárquicas e isto passa. Esperemos, porém, que os eleitores municipais estejam atentos.

Benedita disse...

Bom dia,
É este o meu medo!!!!! que sou do Porto.
Agora o actual presidente da CM de Gaia quer vir para o Porto!!
Fará o mesmo? Com o nosso dinheiro e andaremos a pagar até à geração dos meus netos?
Um abraço

Benedita

Anónimo disse...

Boa tarde,
também desconhecia tal plano ... já nem falando do valor exorbitante da obra, questiono qual o propósito deste túnel, é que nem lhe vejo utilidade... Não será alguém a tentar passar um trote?
Cumprimentos,
Cláudia

Alcipe disse...

Essa ideia do túnel é péssima. Permite que os magrebinos atravessem uma fronteira natural por debaixo de água. Permite que o povo de Gaia fuja dos seus autarcas em direcção à Galiza. Põe os lavadores debaixo de água e impede-os de lavar na foz. Põe a foz sem saber se há de escoar água para o mar ou escoar nortenhos ainda mais para norte. Enfim, para citar Raul Solnado, "é tudo prejuízo".

Alcipe disse...

E não se pode portajar esta prosa?

Dalma disse...

Mas, onde vão buscar o dinheiro? Quem o vai emprestar? Não se preocupem pois diz-se:"quem não tem dinheiro não tem vícios"!!

Helena Sacadura Cabral disse...

Alcipe eu "portajava" já!

Helena Sacadura Cabral disse...

Alcipe, caríssimo, ainda estou a rir com o seu segundo comentário...

antónio m p disse...

Helena - permita! Quanto mais a leio mais a admiro, eu que sabia tão pouco de si que só há pouco fui ler a sua micro(bio)grafia e quase ia encomendando o seu último livro pela Net.

Agora que acedo ao seu blogue, vejo esta invocação de uma notícia que me é tão cara - em dois sentidos - por ser eu um frequentador de Lavadores e outras fontes de beleza e frescura que Gaia proporciona.

Eu sei que é imoral concretizar um projecto destes; logo, vou já começar a poupar algum dinheiro para quando for obrigado a pagá-lo.

Mar disse...

Sou do Porto e não tenho palavras para noticias como estas... parece que "gozam" connosco!

AL disse...

Se é muito dinheiro, não sei avaliar, que é muito urgente fazer qualquer coisa para terminar com o caos existente na Ponte da Arrábida, lá isso é; que é capaz de ser metade do preço de uma ponte é capaz de ser; como sou dos que penso que Porto e Gaia se devem unir, se calhar esta obra será muito útil. Estou certo que o grande fotógrafo João Menéres, concorda com a obra desde que apareça dinheiro bom e barato.

Teresa Cunha disse...

Infelizmente este é o tipo de políticos que temos nesse país, Portugal, lamento que não possamos fazer algo para impedir tais actos de irresponsabilidade. Há uma frase engraçada aqui em Angola para este tipo de situação que é "vamos fazer mais como!".

Um beijinho para si.

Blondewithaphd disse...

Anda tudo doido!!

Anónimo disse...

Resta saber se aquela gente estaria disposta a pagar a portagem. Como sucedeu com a Arrábida. Parece-me prejuízo duplo, no gasto e numa futura ausência de receita, por uma muita provável ausência de passagens.
Enfim! E o que têm a dizer Menezes e Amorim, os putativos futuros Presidentes (se o vierem a ser!) sobre o assunto? Não li.
P.Rufino

Paula disse...

Subscrevo as suas palavras: haja decoro!