terça-feira, 2 de abril de 2013

Um novo embaixador...

Há limites para tudo. Na vida pessoal e na vida profissional. O vídeo que os meus leitores podem apreciar no link abaixo é um impressionante exemplo do contrário.

http://www.rtp.pt/noticias/index.php?article=640485&tm=9&layout=123&visual=61&source=mail

Já assisti na política portuguesa a muita comédia, tragédia, asneira e sucesso. Mas a nomeação deste Embaixador do Programa do Impulso Jovem, ultrapassa tudo o que eu considero admissível.
Não sei se hei-de rir ou se me hei-de sentir envergonhada com esta peça, este ministro e este embaixador. Ó valha-nos Deus, e que Este tenha compaixão de mim e, já agora, também dos meus!

HSC

34 comentários:

Um Jeito Manso disse...

Helena,

Eu que tanto gosto de a ver rir, agora quase que me encosto a si a chorar... Não é possível, não é possível...!

Acabei também de escrever lá no meu canto um desabafo. Em vez de desabafar, apetecia-me era virar a mesa mas como caíam-me os livros todos ao chão e o Relvas não sofria nada com isso, limito-me a estar para aqui a praguejar em surdina.

Oh Helena, é que este embaixador nem falar sabe...! Se der lá uma espreitadela ao que escrevi, verá o arrazoado do artista (transcrevi um bocado de uma entrevista do dito 'cromo'). Não dá para acreditar.

É de ir às lágrimas e nem sei se as lágrimas são de rir se de chorar.

Ai, Helena, que horror tudo isto.

Só lhe peço que continue a soltar a Bárbara que há em si para protestar alto e bom som contra esta indigência que nos cerca...

Um abraço.

Mafaldinha disse...

É muito triste Helena a cada vermos que não há um rumo, nem uma linha no horizonte que permita ter esperança. Parece que já não há homens com dignidade, com valor e honestidade. É triste

Anónimo disse...

É mesmo vergonhoso.

Teresa Peralta disse...


Rir é, talvez, o melhor remédio. Porque, levar a serio esta situação faz-nos imensas rugas de triste expressão e ainda corremos o risco de esgotarmos as nossas lágrimas.
Realmente, que Deus nos ajude!!.. E, que as cenas dos próximos capítulos sejam um pouco mais interessantes...

Um abraço para si

tulipas disse...

Penso o mesmo e confesso até que me pareceu pura demagogia.

E.Dias disse...

Má despesa pública.
O rapaz já não precisa de vender pipocas! Está na calha para o lugar do Relvas, assim os deixem...

Sérgio Saraiva disse...

Eu que não gosto nada mas mesmo nada do senhor Relvas, e acho inacreditável fazer parte do governo, confesso que não vejo nada de mal nesta "nomeação".

É algo feito ao contrário dos mecanismos habituais e de uma forma pouco... académica, é certo, mas o conteúdo da mensagem parece-me boa e na prática resume-se a: "em vez de te lamentares por um tacho no estado, arregaça as mangas e faz pela vida".

Não consigo perceber o que há aqui e inadmissível nesta mensagem... Ter-se escolhido um jovem em vez de por exemplo um professor universitário já com a vida feita e a quem basta mandar uns bitaites do alto do seu ordenado garantido para a vida? Ou deveria a escolha ter recaído sobre um Jotinha (do tipo do senhor Relvas)?

Ao menos apresentou-se uma coisa nova, fora do sistema.

patricio branco disse...

é algo patetico, triste e assustador ao mesmo tempo...a mensagem ( a preparação universitária é uma treta) a linguagem (a malta, os jovens, os velhos) a verborreia sem no fundo dizer nada sobre a sua actividade empresarial ou ramo industrial ou de serviços...a moderadora entrevistadopra que não põe não sabe não quer as questões essenciais para sabermos exactamente quem é e o que faz o palhaço que saltita, etc etc.
já não dos podemos admirar de nada, as estratégias e os meios do governo, de sinistro ministro, são algo estranho, rituais que nos chocam mesmo se já sabemos o que a casa gasta.
ou então rir, ou ridicularizar, onde estão nos jornais, tv ou radios, os satiricos, caricaturistas, os programas a desmontar a banha da cobra elevada a politica oficial, onde estão?

o sr que continue a "vender" milhões para singapura, brasil, china, etc, não sabemos o quê, ele tambem não diz, o segredo é a alma do "negócio", a vergonha foi perdida e de cima para baixo, começa em relvas, acaba no empresário embaixador notavel e exemplar, o país e as gentes que se arrangem, nós por lá tudo bem....
qual será o papel deste novo personagem nos bastidores do poder, nos camarins, debaixo do palco, perto dos borges mas noutro andar, onde vamos, onde chegaremos?

Anónimo disse...

Vamos todos vender pipocas para pagar as dividas, embora malta ! eh eh eh

Sara disse...

Concordo. Subscrevo. Tudo e mais alguma coisa. Atingimos um ponto em que até o ridiculo é aceitável.... É triste mas é o que temos...

Anónimo disse...

Miguel Relvas é o oposto do Rei Midas, tudo o que toca vira pirite.

N371111

Anónimo disse...

Impressionante!
Vi ontem a noticia e reparei no ar entre o interessado e o embasbacado, com o ministro Relvas assistia.
Absolutamente inacreditável!!
Parecia uma reunião na Casa do Povo de uma modesta freguesia!

FL

Anónimo disse...


Mais um a comer o dinheiro dos contribuintes e o Relvas deve pensar que os Portugueses são idiotas.

Isabel T.

Anónimo disse...

"Valha-nos Deus", é a palavra certa. Vi na televisão, mas num momento de pouca concentração nas notícias, só agora, pela sua postagem, dei conta do verdadeiro teor da notícia. Seria cómico, se não fôsse assim dramático. Isto é inacreditável...

Fatyly disse...

Também fiquei de boca aberta e o sorriso do da foto como a dizer..."encontrei a fórmula"...e faço minhas as suas palavras:

"Ó valha-nos Deus, e que Este tenha compaixão de mim e, já agora, também dos meus!"

Anónimo disse...

A minha alma esta parva, como dizia a minha Avo!

Gaivota Maria disse...

Um padrinho destes só podia escolher um afilhado assim porque estão os dois na mesma linha: ignorância, dificuldade de compreensão, auto-estima errada. são feito um para o outro.

Anónimo disse...

O que temos é de estar preparados para tudo. Já é uma imbecilidade tremenda manter este ser no Governo. Continuar a dar-lhe este tipo de protagonismos é mesmo demasiado e ultrapassa todas as regras da normalidade. A mim já nada me surpreende. Permita-me o que se diz na gíria ... estamos entregues à bicharada.

ves disse...

Vi a peça na televisão e senti um misto de medo e de alívio...

Passados uns segundos era só alívio.., chegamos ao ponto da anedota,do palhaço nacional, batemos no fundo, pensei.
A partir daqui, só pode ser para cima, finalmente...

Anónimo disse...

Boa tarde Dra. Helena,

fui espreitar o link ... creio que conheço o recém nomeado embaixador, pois há alguns meses, se não estou errada, uma das estações de TV fez uma reportagem sobre o mesmo.

Quando vi a reportagem, fiquei com a impressão de que era uma pessoa simples, oriunda do povo, sem ascendência "de bom nome" como ainda se diz aqui pelos meus lados, com olho para o negócio é certo, mas não necessariamente chica-esperta, ávida de passar a perna a todos.

Se será a pessoa mais indicada para o posto, não sei, mas talvez não seja mau de todo, por vezes, quem pode ir "buscar alguém à rua", alguém que sabe que quem não tem "padrinho" ou "factor C" encontra muitos e muitos obstáculos pela frente, mesmo lutando e esforçando-se muito, raramente consegue fazer-se valer pelo seu valor.

Peço desculpa, mas desta vez, creio que não estou, à partida, de acordo consigo.

Até ver, tem todo o meu crédito, independentemente da postura e da pronuncia popular.

Com estima,
Cláudia

olinda silva disse...

Surreal!!
Não tinha visto.
Como diz o outro "Meu Deus dai-me paciência, porque se me deres força, eu bato-lhes"
Beijinho
P.S. Descobri, noutro sítio, que temos uma coisinha em comum: O gosto futebolístico -Sporting e a Académica.

rmg disse...


"Be friends with stupid people .
Feel like a genius all the time"
Albert Einstein

RuiMG

Anónimo disse...

Temos agora SEXA Embaixador do Impulso! Está tudo certo... atendendo ao patrocinador de tal descoberta. Certamente foram alguns dos patrocinadores desta “inovação” os mesmos que, há alguns anos, tanto gozaram com um tal Tino de Rans, que foi utilizado pelo PS para "espectáculo" eleitoral. Pela língua morre o peixe… O rapaz que continue "focado" no que bem entender e na “venda de pipocas”, mas o Governo que tenha um pouco mais de bom senso e bom gosto nas campanhas de marketing de baixa qualidade. E, já agora, que nos poupe a encenações deploráveis em instalações oficiais.

José Honorato Ferreira

Anónimo disse...

Uns choram, os outros vendem lenços

Isto e aquilo disse...

Eu concordo com o anónimo das 11.40: se não fosse uma tristeza, até daria vontade de rir...

Valha-nos Deus, mesmo!

Beijinho
Isabel

Anónimo disse...

Este Relvas já não tem solução, são umas atrás das outras.

Isabel BP

zia disse...

O sr. Relvas escolhe alguém que tem um perfil idêntico o seu... e também ao perfil dos que no governo aceitaram essa escolha!
Mais palavras são desnecessárias!
Todo o carinho (que é bem necessário...)
lb/zia

Sandra disse...

Deprimente! Mais um que fala, fala (e fala muito mal) e não diz nada.

zia disse...

quis dizer AO SEu e não O seu

Anónimo disse...

Seria cómico se não fosse tão trágico ! Que podemos fazer contra esta ignorância atrevida que nos rodeia? Ficamos de boca aberta de espanto, incrédulos, como é isto possível? Sonhamos ? É um pesadelo bem real! E andamos nós a educar e formar os nossos filhos para terem isto !

Anónimo disse...

Deixemos de lado Relvas que tudo e todos parece contaminar com o seu toque de trafulhice.

Falemos apenas de Miguel Gonçalves, este jovem que tem um nome, é imperdoável chamar-lhe 'cromo', como se fosse uma coisa.

Penso que sai prejudicado com a associação a Relvas, porque acabam por meter os dois no mesmo saco.

Quanto preconceito classista, quanto conservadorismo, quanta intolerância, quanto afunilamento, quanta pasmaceira, em muitos destes comentários. Não todos felizmente. Ainda por cima em jeito de 'ai credo balha-me Deus!'.

Helena Sacadura Cabral, uma pessoa que geralmente aprecio, neste post errou a fundo, na minha opinião.

Criticam os comentadores o 'sotaque' do Porto, o estilo 'Casa do Povo', deste jovem 'sem um bom nome', licenciado em Psicologia (mas não por equivalências), filho de um marinheiro e de uma professora.

Para além destas críticas e de outras igualmente superficiais, ninguém se dá ao trabalho de expor com clareza o que objetivamente condenam nele, como se fosse óbvio que é criticável e porquê.

Eu acho-o autêntico, genuíno, cheio de vivacidade, corajoso, tão diferente de muitos Betos bem instalados, mais ou menos fina estampa, calculistas, conservadores, movidos pelas conveniências, sournoises, dissimulados, alimentados a Vichyçoise, cunhas e conformismo.

E o que resultou daí?
Um país cujos governantes e poderosos só pensam em si mesmos e nas suas negociatas.

Neste nosso tempo tão difícil, ouvir, compreender, saber conviver e trabalhar com pessoas de diferentes credos e proveniências sociais, étnicas, educacionais, é uma condição indispensável e urgente.

Maria disse...

Patético foi a cara do ex ministro, isso sim! Qto ao jovem, na minha opinião representava um papel que apenas me provocou o riso. Preocupante é o estado deste país e do povo que elegeu estes governantes e que agora clama por outros,esperançoso que a divida se resolva num passe de mágica. O que me provoca lágrimas é vê-los mentirem e aldrabarem os portugueses que os elegeram.
Cptos
Carmen

Anónimo disse...

o pior é que não sei se este rapazinho não continua a governar na sombra. governar que é como quem diz ...mandar no PC. É o mais certo! enfim, um governo inquinado. um governo que insiste em violar a constituição...ui... é um governo sem respeito algum por um país

pedro dias disse...

De todas foi a ultima estupidez, pior o PM ter deixado sabendo que o palhaço mor estava de saída!
E assim os políticos continuam na sua corrida para a descredibilizacao da própria classe.