quinta-feira, 11 de abril de 2013

Percebi finalmente...

Juízes e diplomatas jubilados escapam a contribuição extraordinária

Percebi finalmente a diferença entre reformado e jubilado. Levei imenso tempo e não fora a crise teria morrido ignorante. Ele há com cada "distinção" nesta terrinha à beira mar plantada...

HSC

9 comentários:

Anónimo disse...

isto é - filhos e enteados!

bj boa noite

Nocas

Teresa disse...

Se me permite,essa "distinção" para mim é uma "IMORALIDADE"!!!

miminhos cruzados disse...

Está a ver... com a crise já aprendeu mais algumas coisitas.
Mas não revele este segredo a ninguém ou ainda passamos a ser taxados pelos conhecimentos adquiridos.
;)
ICD > Imposto sobre o Conhecimento Adquirido

Um abraço enorme,
Vânia Batista

Alcipe disse...

Querida amiga, leia a minha nota no seu post seguinte

a) Alcipe

Anónimo disse...

Sinceramente, bem gostava de uma explicação, tipo "prós e contras",para entender esta anomalia bem típica portuguesa, como muitas outras...

Maria Alexandra Torres disse...


Também neste caso o principio da igualdade está a ser totalmente aplicado!

Anónimo disse...

Não será INCONSTITUCIONAL só os juízes e diplomatas beneficiarem deste privilégio.

Afinal ainda existem castas!

patricio branco disse...

um jubilado (o diplomata pelo menos)não está reformado como diz a jornalista, que não estudou bem a situação, nem sequer está ainda aposentado, que é o termo correcto, está numa situação especial, pode voltar a fazer serviço (limitado e nunca no estrangeiro)e continua a descontar para a CGA. do ponto de vista remuneratório está equiparado aos fp no activo (abonos e descontos).
trata-se duma situação que beneficia mesmo colegas mais jovens, na medida em que deixa vago para eles o seu lugar.

Maria disse...

Pois é: uns são filhos da mãe e outros...............
Como é que se pode acreditar nos políticos? De modo nenhum!
Eles não têm coragem de mexer nos "senhores", porque muitos ou a grande maioria dos políticos, estão apanhados por várias pontas, que a serem descobertas,era linnnndoooo......
A política e os políticos em Portugal continuam iguais a si próprios! Ah! Eça, Eça! Como continuas tão atual!
Continuamos a viver na Idade Média!
A plebe trabalha de sol a sol para pagar os impostos aos "senhores" e não reclama, pois se o fizer vai "dentro" .....
Desculpe hoje a minha linguagem, mas há coisas muito revoltantes, para quem trabalha desde os 19 anos, que tirou um curso como trabalhadora estudante, com média final de 14 valores, numa licenciatura de 5 anos (não de 3, nem de um ano) e ainda teve na sua Tese final de curso, nota 18 e que continua a ganhar um salário como Técnico Superior, que é simplesmente uma vergonha! Com quase 35 anos de descontos! E quando chegar à minha idade de reforma, nem pensão já vou ter!
Então vivemos ou não na Idade Média?!
Aqueles que só com 25 anos de serviço se reformaram com a pensão por inteiro, sem mais, e nós aqui andamos....Lindo!
E aqueles que fizeram tudo isto ao país, andam por aí, na maior e ninguém se mete com eles? E esta hem?!!!
Um beijo grande para si minha querida e desculpe a minha revolta, mas às vezes uma pessoa, não aguenta tanta injustiça!
Maria (a sua seguidora intermitente)