segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

O Caminho

"Que a estrada se erga ao encontro do seu caminho.
Que o vento esteja sempre às suas costas.
Que o sol brilhe quente sobre sua face.
Que a chuva caia suave sobre seus campos.
E até que nos encontremos de novo,
que Deus o/a guarde na palma de Sua mão."

(Bênção irlandesa)

Que assim seja, na noite de hoje, são os meus votos para todos os que têm tido a paciencia de visitar este blogue.

HSC 

33 comentários:

Dúvidas e Certezas disse...

Feliz Natal!! :))

Mammy disse...

Feliz Natal!
Bjs

Anónimo disse...

bem haja e uma noite santa e com muitos carinhos!
todo o carinho muito especial nesta época em a saudade aumenta em intensidade, mas há uma estrelinha a brilhar só para si!
lb/zia

Raúl Mesquita disse...

Muto obrigado, Cara Helena. Retribuo os Votos de Paz e de Beleza.

Com um beijinho do

Raúl.

miminhos cruzados disse...

Um Santo Natal, querida Drª Helena.
Um beijinho,
Vânia

Anónimo disse...

Querida Helena,

Esta benção irlandesa vai para os meus favoritos... É linda!

Também para si uma noite com as maiores bençãos do Céu.

Afectuoso beijinho,

Isabel BP

Anónimo disse...

Igualmente para si, que Deus lhe conceda todas estas maravilhosas bênçãos.
Mª.Fernanda H.

Teresa Peralta disse...


Paciência, tem esta querida Senhora em escrever para todos nós!!..
Muito Obrigada pela Benção!! Confesso que fiquei bastante sensibilizada... E desejo, daqui para aí,
que esta Noite seja para si, também, o melhor possível....
Um enorme Abraço

Isto e aquilo disse...

Helena, visitar este blogue é um prazer e um privilégio.
Nesta data tão especial, em que a alegria e a tristeza se entrelaçam mais que nunca, dou-lhe um longo abraço, silencioso e apertado, porque há alturas em que não são precisas muitas palavras.
Gosto muito de si, Helena!
Um beijo bom
Isabel Mouzinho

Anónimo disse...

Querida Helena, um grande beijinho.

Um amigo irlandês dedicou-me uma vez essa oração. Fico com um nó na garganta de cada vez que a leio.

Festas felizes, bem haja.
AA

~inês disse...

Um natal em que esteja a Paz, Helena.
~inês

ERA UMA VEZ disse...

Minha doce e querida Helena

A vida conta-nos histórias e às vezes estamos dentro delas
Para os amigas que o "teclado" me ofereceu, aí vai o meu presépio deste ano:


No meu presépio cabe tudo
O Menino, a Senhora e o seu esposo José
os pastores, a vaca, o burro, as ovelhas
e todos os bichos da arca de Noé

Pois é
e também a tristeza
o desencanto e os amores
o musgo, o lago feito de espelhos,
a saúde
a vontade de escrever
o grande"adeus" deste ano
o sorriso dourado das mais pequenas
os carreiros e os moinhos
a alegria de ser mulher avó e mãe
os velhos e novos amigos
e cabe(a custo)
a memória de tantos outros Natais

No meu presépio
cabe o amor e a nostalgia
(tanto perdão)
alguma esperança
e o pão nosso de cada dia

Cabe ainda
a "nossa louca surpresa"
um GRANDE ABRAÇO PRA SI
e tanta coisa
tanta coisa mais...

Anónimo disse...

E o nosso caminho?
Todos temos nos nossos circulos familiares e de amigos pais,sogros,tios que sendo reformados vivem atormentados com o futuro das suas reformas e que devemos dar alento.
Sinceramente pergunto:os nossos governantes devem ter familiares assim.
Que tipo de gente esta?monstros?
Feliz Natal Helena

Helena Oneto disse...

Muito obrigada, querida Helena!
Nesta noite de paz e fraternidade tudo o que desejo é que esta benção abranja também quem tem nas mãos o destino do nosso pais.

Desejo-lhe a si à sua familia e amigos um bom Natal. Bem haja pela amizade que nos tem!
Um grande abraço muito amigo

Maria Júlia Sobrinho disse...

Muito obrigada pelas suas palavras de conforto sem carpideirices, de boa disposição que nos tornou melhores como seres humanos. Há sempre um empurrãozinho que nos faz falta neste caminhar que voa sem darmos por isso.
Abraço Júlia

Maria Teresa Abreu disse...

Obrigada por sua linda benção.Sou apreciadora do seu blog e a partir de hoje ainda mais serei. desejo-lhe um santo Natal e que Deus Menino a tenha sempre na palma Sua mão.




C.B. disse...

E para si, que o Natal se renove todos os dias. Boas Festas.

Madalena Castro disse...

Sou uma visitante assídua deste seu blogue. Não costumo comentar assim tão assiduamente, no entanto, queria aproveitar este post para agradecer as suas partilhas e algumas lições de vida que vou recebendo por aqui.
Que seja um santo Natal para si e família, repleto de paz e serenidade. E que em 2013 o espírito do Natal perdure e que continue a partilhar connosco a sua forma de ver o mundo.
Obrigada!
Um beijinho
Madalena Castro

Sofia disse...

Um Feliz Natal para si e toda a família. Egoisticamente peço que continue o seu blog, pois as suas palavras dão me sempre esperança.
Um Santo Natal!

Anónimo disse...

Um Santo e Feliz Natal cheio de Saúde, Paz e Amor.

Anónimo disse...

Maria (publicamente anónima)
Drª Helena visitar este bloggue é um enorme prazer. Já o leio há algum tempo mas só recentemente tenho tido disponibilidade para comentar, adoro. Sinto-me acompanhada quando estou aqui e aprendo sempre. Só tenho a agradecer a sua paciência e disponibilidade para escrever para nós.
Desejo-lhe muita saúde e muita paz neste NATAL
Um grande abraço.
Maria M

miminhos cruzados disse...

O que eu já chorei por causa deste poema hoje... mesmo assim, resolvi partilhá-lo: aconchega o coração.



Natal das Sombras

Vêm as sombras hoje ter comigo.
Vêm as sombras num cortejo lento.
(Vêm as sombras a pedir-me abrigo
Ou sou eu que as procuro em pensamento?)

Natal das Sombras! Bem o oiço e vejo.
Bem o sinto! Andam passos no caminho...
Chegam todas as sombras num cortejo,
Sentam-se à minha volta, de mansinho...

Primeiro, a sombra de meu Pai... – Meu velho,
Vem aquecer-te, que está frio no Espaço!
Vem dar-me a tua bênção, teu conselho
E o teu abraço... Ah, mas que fundo abraço!

Há tanto tempo que não vinhas! Tanto!
Já na minha lembrança era sol-posto...
Perdoa! Olha as estrelas do meu pranto
Como derramam luz sobre o teu rosto!

Vieste agora, Pai, vieste agora
A festejar comigo o dia eleito,
Na hora da Família, nesta hora
Em que a ausência é presença em cada peito!

A noite de Natal tomba ao de leve
E de mistério a natureza veste...
Lá fora há tanto frio! O luar é neve.
Mas cá dentro há calor – porque vieste…

Natal das Sombras! Tu agora, Avó…
Partiste há pouco mas voltaste cedo…
Não tenho medo. Vem. Eu não estou só.
Chega-te ao pé de mim…Não tenho medo.

Medo de quê? É o Natal das Sombras…
A vida e a morte são a mesma linha.
Mistério dos que voltam: não me assombras.
Chega-te ao pé de mim, boa avozinha!

Foi bom que tu viesses. Mas eu sei:
Não podes demorar-te, com certeza…
Oh avozinha, fica! – Há bolo-rei
E nós cabemos todos nesta mesa…

E agora os tios…Boa noite…Olá!
Sentem-se aqui…Há lume na lareira…
Oh, a alegria enorme que me dá,
Se puderem ficar a noite inteira!

É Dezembro lá fora? Aqui é Maio,
Pois onde entra o amor tudo floresce.
Quereis um golo de cacau? Tomai-o
Bem quentinho! Vá lá, senão ele arrefece…

Porque não falam? Quero ouvir as vozes
Que há tantos anos esqueceram já…
Gostam de doces? Tenho aqui filhozes…
Foram feitas em casa…Provem! Vá!

E agora tu meu filho…Tão pequena
Que a tua sombra franzininha é!
E ao pé dela é tão grande a minha pena…
- Mas ainda é maior a minha fé.

Pousa as tuas mãozitas nos meus ombros.
Não te esqueci, Nem esqueço mais. Descansa.
Tu renasces comigo dos escombros.
Tu renasces comigo em cada esperança.

Encosta a cabecinha nos meus braços.
É Noite de Natal. Meu filho, vem!
Foi longa a caminhada dos espaços,
Mas, agora voltaste…Ainda bem.

E as nossas Mães…A tua e a minha mãe.
Quem, como elas, é connosco? Quem?

E, por último, tu, avô velhinho,
Meu Deus! Estás tão cansado, tão desfeito!
Tão pálido que chegas! Tão curvadinho,
Mas, lá por dentro, sempre tão direito!

Toma esta manta e cobre os teus joelhos.
- Já estamos todos…Como é bom assim!
Agora conversemos. Sim, meus velhos?

Saudade: É o teu Natal dentro de mim.

de Miguel Trigueiro

Anónimo disse...

e que continue a haver sempre muito brilho em seus olhos.
feliz natal
teresa

Anónimo disse...

Que assim seja também para si e para toda a sua família, para todos os que estão e para os que já partiram.
Obrigado por partilhar esta Benção irlandesa.
Feliz noite de Natal
Um abraço
Inês Galvão

Hélia Cruz disse...

Cara Helena,

Obrigada pela Bênção irlandesa, é lindíssima. Uma Santa Noite de Natal.
Sempre com amizade.

rosaamarela disse...

A Helena não sabia mas as cores da foto são as minhas preferidas, transmitem~me paz e tranquilidade, no Natal os seus livros e escritos são algo como que obrigatório para a minha família, mais uma vez não me faltaram, assim que muito obrigado, desejos de que no ANO 2013, continue tal como é.

...e se me permite, um abraço

Observador disse...

Estimada Helena
Não venho aqui com paciência mas sim com prazer porque ... porque sim.

Desejo-lhe um maravilhoso dia de Natal.

Cumprimentos.

Fatyly disse...

eu não venho aqui pela paciência...mas porque gosto muito do que me transmite e aprender, aprender...foi e será sempre esse o meu caminho.

Obrigado pela partilha desta bênção que desconhecia.

Beijos e um bom dia de Natal com afecto e carinho

Anónimo disse...

Aceito, grato, a sua benção e retribuo, singelo, o carinho que sinto por si.

N371111

Isabel Seixas disse...

Visitar o Seu Blogue é sempre uma certeza de poder partilhar e personalizar os afetos que sempre emergem dos seus textos...
Continuação do desejo de Boas Festas.
Abraço
Isabel

Maria disse...

Continuação de um feliz e santo Natal.
Abraço
Carmen

Anónimo disse...

A leitura do seu blog é que tem sido uma verdadeira benção para mim.
Desejo-lhe um novo ano cheio de saude.

Anónimo disse...

Mais uma vez as suas mensagens vêm ao encontro do meu estado, neste momento também é de luto.Agradeço-lhe por existir e partilhar comigo estas mensagens.
Esta acompanha-me no na carteira e a de Antoine de Saint-Exupéry que mencionou à tempos, esta neste momento na lapide de meu pai.
Obrigada
Bom ano, principalmente com muita saúde
Aurora