sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Adeus, Margarida

Acabo de saber da morte de Margarida Marante. Embora não fosse sua íntima amiga, tive sempre por ela apreço e estima.
E tive da sua parte um inequívoco apoio em duas situações difíceis que atravessei. Não o esqueço.
A Margarida estava, nos últimos tempos, afastada da vida social e em particular da televisão, onde durante anos marcou um lugar de destaque como entrevistadora. E era pena.
Morrer aos cinquenta e três anos de um ataque cardíaco é de uma violência tão grande que, neste momento, a minha solidariedade vai toda para os seus três filhos.

HSC

11 comentários:

Brown Eyes disse...

É triste de facto perdermos pessoas marcantes da nossa sociedade!

Anónimo disse...

a morte vem e nunca se está preparado!
a margarida marante é/foi uma grande jornalista e uma comunicadora notável.
que os filhos e familiares consigam encontrar um pouco de paz no meio da dor pela sua ausência.

Fatyly disse...

Subscrevo totalmente!

Julia Macias-Valet disse...

Cara Helena,
Tem-me faltado o tempo para bloguear, porque três filhos sao cadilhos... sobretudo em Setembro.

Mas também nao era necessário que logo no dia em que decidi dar uma volta por casa dos amigos fosse para receber mas noticias : (

Adorava as entrevistas políticas de MM. Rigorosas, bem preparadas, justas.

Maria disse...

Éra uma optima jornalista e entrevistadora. Recordo algumas das entrevistas que ela fez. Partiu ainda jovem. Sinto - o pelos filhos, Perder uma mãe ou pai, é uma mágoa que o tempo dilui mas não repara.

Observador disse...

Margarida terá o descanso que merece.

R.I.P.

Isabel Seixas disse...

Partilho a sua opinião sobre a Margarida Marante, é desolador.

Isto e aquilo disse...

Também me impressionou esta morte repentina , nesta idade. Também admirava o profissionalismo com que se destacou como entrevistadora. E costumava vê-la com frequência no supermercado das Amoreiras. Também penso, neste momento, na dor dos seus três filhos.
É uma notícia triste de um dia "sui generis"... :(

ERA UMA VEZ disse...

Não sei se toda a gente se lembra mas a Margarida era uma peça fundamental na équipa da SIC que começou exactamente há 20 anos.

Sim...a SIC faz hoje 20 anos!!!


E esta coincidência ainda torna a sua partida mais triste.
Era um mulher "Rochedo" que punha em sentido os políticos deste País.
E no entanto, todos sabemos que a vida dá muita volta...e a Margarida passou por grandes, impensáveis fragilidades...
De facto,nada está adquirido...nunca.

E assim parte hoje, vinte anos depois...de ter ajudado a dar vida a essa lufada de ar fresco que foi a SIC em Portugal.

Parabéns à SIC. Saudades desse dia 6 de Outubro de 92 que, por razões pessoais e por força da SIC foi um dia importantíssimo na vida cá de casa.
Parabéns também a si Helena. Foi naquele "palco" que a sua gargalhada se deu a conhecer ao País.

Já agora permita-me lembrar que, ontem como hoje...
"sempre que um homem sonha, o mundo pula e avança"
António Gedeão.












Silenciosamente ouvindo... disse...

Subscrevo totalmente.BJ.

Ailime disse...

Deixo o meu abraço de solidariedade, subscrevendo também a sua homenagem a neste Adeus a Margarida Marante.
Que descanse em paz.