quinta-feira, 20 de setembro de 2012

O meu neto Fred

Hoje tenho a alma lavada e bem precisava porque o dia foi difícil. Como calculam estes tempos têm sido para mim sobretudo de silêncio. Silêncio porque o que se me pede neste momento é que saiba ouvir sem deixar de pensar o que penso. Enfim, tenho-me esforçado por ser mãe, avó e cidadã.
Mas Deus compensou-me com uma mensagem do meu neto Frederico, o mais novo e o mais parecido temperamentalmente com o Pai. Passo a contar. Tínhamos combinado antes das suas férias que jantaríamos na próxima terça. Como a metade Portas desta família não é muito rigorosa em horários, mandei uma mensagem a perguntar se tudo se mantinha e, em caso afirmativo, que o jantar seria na minha casa.
Pois não só tive resposta rápida, como recebi uma imensa prova de ternura. "Sim avó, mal posso esperar!" foi o retorno. 
Alguém avalia quantas TSU não me valeu este mimo?!

HSC

40 comentários:

Breakfast in Bed disse...

Imagino sim :))

Foi muito, muito querido! Um doce. <3

Observador disse...

Não há comparação possível, estimada Helena.

Emília Maria disse...


Que enternecedor !

Um abraço, Dra. Helena

Algures no Oeste disse...

Que ternura, que conforto :-)

34 disse...

Que ternura... Nota-se que é uma avó "babada" :)

Anónimo disse...

Não se pode comparar o que não tem comparação :) Absolutamente a favor de dar importância ao que nos ilumina e aquece por dentro. Tudo mais pouco vale.
Abraço.
~inês

Vânia Batista disse...


Ao ler, quase a ouvia.

É tão saboroso este sentimento de família, de pertença, de união... mais do que isso, de comunhão.

Um abraço, que os meus não sofrerão alteração de taxa: permanecerão gratuitos.
Vânia

Anónimo disse...

que neto tão "doce"!!! ainda bem que foi um pouco aliviada da pressão em deve estar. muita força para conseguir atingir os seus objectivos.
um abraço grande,
lb/z

Ema disse...

Eu imagino sim! Imagino porque a D. Helena tem um sentido de familia que admiro imenso, e uma resposta assim enche a alma..Eu bem precisava de uma resposta assim...Que o vosso jantar seja a continuação dessa sua alegria,
Bjs

Teresa Peralta disse...

Maravilha!!
Lá diz o velho ditado: "Quem sai aos seus..."
Acredito que a Vida sempre nos recompensa.
Um Abraço


Alda Silvestre disse...

a expressão do seu rosto diz tudo...
a primeira frase que me visitou foi "o amor é supremo" beijos polvilhados de força e de esperança :)

Só sedas disse...

Muito! imagino que sim. Há pequenos gestos que nos aquecem o coração

Maria disse...

Ainda bem, Querida Helena, que teve essa alegria. Deve estar sedenta de ternuras dessas.
Abraço grande
Maria

Anónimo disse...

é sem dúvida maravilhoso saber que somos assim amados e desejados... :)

Anónimo disse...

Drª Helena

são estes momentos que nos movem e que nos fazem pensar que vale a pena seguir em frente!!
um beijinho

Ana isabel

O Protagonista disse...


-o imenso valor das "pequenas coisas"... requer ser-se "grande" para apreciá-las!
-Que bom sabê-la com tanta ternura, Srª Helena.

camalees disse...

Priceless.
Escrevi lá no meu cantinho que a vida consiste na graça de travar o tempo. De congelar momentos felizes.

Isto e aquilo disse...

E há alguma coisa melhor que o amor?
Beijinho
Isabel Mouzinho

Mar disse...

Nem tem comparação... E acredite-me: Estas "coisas" é que nos trazem a verdadeira felicidade!

Anónimo disse...

Como entendo. Este Verão fiz uma viagem pelos países do Báltico, e o meu neto mais velhinho acompanhou-me. Adorou, aliás adorámos.Desde pequeno que ele viaja comigo e com o avô, agora, já sem o meu marido, sempre que tenho possibilidade financeira,é ele o meu companheiro de viagem. E como sou péssima a ver uma mapa, seja do que for, ele é uma grande ajuda.Para além de ser muito atento a tudo e bem-humorado. Quando chegámos a Lisboa, deixei-o com os pais, entusiasmado a contar as nossas aventuras. Nessa noite, ao abrir o computador, tinha uma mensagem dele: "Obrigado avó, pela oportunidade que me deu por esta magnífica viagem. Nunca a irei esquecer. Foi lindo, avó". E depois, comovida, achei que são estes momentos que justificam a vida, pelo menos, a minha. E as palavras do meu rapazinho valeram mais que 10 voltas ao mundo.
Um abraço solidário.
Teresa Botelho Moniz

Guidinha Pinto disse...

Cada um tem o que se lhe assemelha. Fico emocionada.
Abraço.

Margarida Pereira disse...

Parece que a genética passou em frente. Concorde-se ou não com os seus filhotes, eles são a prova viva que com amor, trabalho e muito empenho (disciplina, claro..)se criam pessoas acima da média. Os seus dois filhotes são a prova disso. Pelos vistos os Netos vão no bom caminho. É nestas alturas que confio mesmo na juventude. Façamos nós a nossa parte que eles querem e fazem a sua. Sem dúvida nenhuma. Fico orgulhosa por si!Bjns

Carochinha disse...

Que maravilha! :)

a.sousa disse...

Que delicia,um retorno desses lava a alma e até d´uma alma nova

stiletto disse...

Um querido, o Fred! Um amor de miúdo. Vale mais do que todas as TSU da Europa :)

Brown Eyes disse...

Que maravilha de neto; outra coisa não seria de esperar, pois recebeu uma educação com muita nobreza.

Um beijinho para si

Silenciosamente ouvindo... disse...

Ainda bem "que neste turbilhão"
recebeu essa imensa alegria.Que
a viva com toda a intensidade.Beijinhos
Irene Alves

Mi Moreira disse...


Claro que imagino:)e como DEUS existe, enviou-lhe o melhor balsamo que existe...o carinho dum neto.
Um abraço com carinho doutra avó

Teresa disse...

Calculo que muitas!
Gosto de passar aqui e ler o que escreve, embora não comente. Admiro-a e tem um sentido de equilíbrio que por vezes deve ser difícil de manter.
Bom jantar!

João disse...

Que sorte a dele. Um jantar consigo deve ser algo de fantástico. Eu também ficaria ansioso! :-)

fatima disse...

Ola desde já quero lhe dizer que sou uma grande admiradora, um exemplo a seguir parabens bjs fatima

Vânia Batista disse...

Concordo, com o sr João (22 de setembro às 00:19) estar na sua companhia, é algo de maravilhoso de per si, acompanhado com um jantar (em casa da avó e sendo a avó uma cozinheira de mão cheia) deve ser um jantar de sonho.

Pena é que eu não tenho chances de vir a ser sua neta!
;)

Um beijinho
Vânia

Tété disse...

Um carinho de neto para uma carinhosa avó. São estas coisas que nos fazem lavar a alma.
O meu,de oito anos e a quem os pais querem moderação na alimentação para evitar a obesidade que teima em alastrar nas nossas crianças (e ele tem tendência para ser gordinho) disse-me há cerca de uma semana: Vozinha, os pais dizem que eu contigo engordo, mas tu não és culpada, o que acontece é que as tuas comidas são tão boas que eu não consigo resistir a comer sempre mais um bocadinho.
Achei o máximo.
Continue a deliciar-se com o bom que a vida tem e mantenha a sua calma, mesmo que por vezes aparente e difícil, porque nada nem ninguém deve ser capaz de lhe alterar a sua harmonia e o seu sossego.
Abraço apertado.

Maria disse...

Dra.Helena

Com netos como os seus, a "economia de afectos" está bem longe de si(rs).
O Jantar de 3ªfeira será regado com emoção e ternura e concerteza,com comidinha saborosa.
Parabéns por essa família linda.

Um abraço carinhoso.

Anónimo disse...

É ele a devolver o mimo que certamente recebe. :-) É sinal de que na família não se economizam afectos e é assim mesmo que deve ser.
Um grande beijinho, bem hajam.
AA

Fatyly disse...

São esses gestos de valor incalculável...que nos engrandecem como...AVÓS!

Ältere Leute disse...

Tomei a liberdade de partilhar no meu FB - Maria Augusta Alves.
Como exemplo !

Vânia Edite Batista disse...

Chegou o grande dia!!!

Hoje, finalmente, o jantar pelo qual tanto esperava. Isto é, se não se atrasar (como diz que "a meteade Portas desta família não é muito rigorosa em horários") porque se se atrasar muito o jantar de hoje passa a ser o pequeno-almoço de amanhã!

Não leve a mal, drª Helena que eu estou a brincar consigo...

Certamente vai ser um belíssimo jantar!

E tenha um excelente dia!
Um beijinho,
Vânia

Vânia Edite Batista disse...

Eu a brincar consigo que (em caso de atraso) o jantar de ontem se transformaria em pequeno-almoço de hoje e afinal, quem apareceu hoje para almoçar cá em casa foi a minha avó.
Pena é a elegância e savoir-faire não ser o mesmo.

Um beijinho enorme...
Vânia Batista

Eulália Cardoso disse...

Sim foi uma imensa prova de ternura, mas a senhora merece.
Que continue a ter muitas ternuras , e mimos na sua vida.
Admiro-a muito, muitas felicidades