quarta-feira, 27 de junho de 2012

Lições...da-as quem pode!



Lições de rico da-as quem pode, de facto. Ou seja quem tem pilim, muito pilim, e não sabe o que será viver de salários mínimos. Mas há sempre quem esteja disposto a ouvi-los.
Na revista francesa LE POINT da última semana, uma pequena notícia dá conhecimento que Carlos Slim, mexicano de 72 anos e tido pelo homem mais rico do mundo, terá explicado, no forum da ONU, a sua visão do futuro.
Para ele, os países em crise deverão aumentar os impostos, reduzir as despesas públicas, vender todos os activos - aeroportos, auto estradas, energia - e organizar o sector produtivo com três dias de trabalho por semana e quatro para a família, a educação e o descanso.
Preconiza, igualmente, a utilização da alta tecnologia informática e coloca nos setenta anos, a idade para a reforma, à excepção dos trabalhos mais duros.
Perante tal cenário, as Troikas são peanuts... 

HSC

13 comentários:

Clara Luxo Correia disse...

...este senhor em vez de se chamar Slim devia chamar-se Nlão:-) Bjinho e Muito Bom Dia.

Vânia disse...

Será que este senhor chegou a rico, trabalhando apenas três dias por semana. Considerando que começou a trabalhar aos 20 anos e se reformou aos 63(hipoteticamente) tem 43 anos de trabalho. Considerando apenas anos que não são bissextos temos 2279 semanas o que dá 15953 dias. No entanto, considerando o facto de só trabalhar 3 dias por semana, obteremos em 43 anos de vida, 6837 dias de trabalho, o que perfaz 18,7 anos de trabalho. Em 19 anos de trabalho chegou ao lugar do homem mais rico do mundo?

Anónimo disse...

Somos todos uma centelha da Alma do mundo mas custa um bocado ver brutinhos destes a debitar.

Jéssica Barreira disse...

Gosto especialmente da parte de "organizar o sector produtivo com três dias de trabalho por semana e quatro para a família, a educação e o descanso." Quanto à idade de reforma aos 70 é de ir às lágrimas!

Mais uma lição de quem sabe viver com dinheiro que lhe sobeja...

Anónimo disse...

O subordinado deve contribuir com toda a sua energia para o bem estar da sua empresa, comunidade, país ... Apenas assim assegurará a sua existência de uma forma digna.

Pela outra parte, o empresário, gestor, político ... nunca deverá esquecer que o que é demais enjoa.

Se Portugal/Europa entram nas trevas, com tanta gente MUITO INTELIGENTE que por cá vai existindo sem "cheta" e perspectivas, quero ver onde estes Carlos Slim da vida se irão esconder.

Estes tipos (todos ou quase) esquecem-se que hoje o planeta terra é uma verdadeira aldeia.

Grande fã do seu blog.

João

Anónimo disse...

Este “Nlão”, como diz com muito humor a comentadora Clara Luxo Correia, poderia começar por aplicar as suas teorias ao seu próprio país, o México. E depois, já sem mais nada para vender, vendia-se o país, aos EUA, por exemplo, sempre está ali ao lado. E a preço de saldo, como manda o Capital que compra.
P.Rufino

Rui Costa Costinha disse...

O senhor Slim tão rico não sabe que a obesidade afecta a saúde física e mental.
A ver pelo seu comentário a gordura está a fazer efeitos graves na sua senescência.

Anita Garcia disse...

De sábio e de louco...
Deve querer ganhar ainda mais algum com os países em crise :)

António Pedro Pereira disse...

Um industrial de panificação italiano, há tempos, resolveu fazer una experiência: viver durante algum tempo com o salário que pagava aos seus trabalhadores.
Concluiu que com menos de 1200 euros/mês era impossível prover o essencial para uma vida digna.
Tratou de aumentar os salários.
Resultado: o ambiente de trabalho melhorou de tal modo que a produtividade aumentos, se não estou em erro, 20%.
Esta notícia teve pouco relevo nos «media», tão absorvidos andam em passar apenas as narrativas austeritárias.
Entre nós temos um bom exemplo: a AutoEuropa. Ontem suspendeu (por acordo com a Comissão de Trabalhadores) a produção durante o jogo Portugal – Espanha.
Compensarão a paragem noutras horas.
É a unidade mais produtiva do mundo deste grupo empresarial, apesar de os trabalhadores serem portugueses (malandros).

Anónimo disse...

Ora bem, não gostei deste último comentário à gordura ... não me parece que inteligência tenha algo a ver com magreza ou obesidade ... agora, focando-me nas palavras do sr. Carlos Slim, são apenas mais umas palavras de quem tem tempo livre para pensar, independentemente da qualidade do pensamento. E tempo para pensar e para outras actividades de lazer é o que a maioria de nós não tem ... são apenas palavras às quais apenas me ocorre dizer "chiça lá p'ro homem, é melhor ele ficar pela casa de praia e deixar-nos em paz!"

Silenciosamente ouvindo... disse...

Gostava de saber é se já nasceu
rico? Mas que as suas ideias
são absurdas, são.
Um bj.
Irene

sandrine disse...

só me apetece é carpir...
onde estão os meus neurónios???
estes micro-cérebros são geniais! ou será nano-cerebros???
nestes 4 dias hipoteticamente familial, educacional e LAZER... é o gelado, a linga da sogra, olha o tremoço fresquinho...quero dizer salgadinho...ai, só me apetece carpir..

Anónimo disse...

Excelente comentário, o de António Pedro Pereira! Que se registem mais exemplos desses e que sejam divulgados!
P.Rufino