domingo, 8 de janeiro de 2012

Ideias velhas


"Não sei porque é que havemos de começar o ano novo com «ideias novas». Eu estou cada vez mais dado a ideias velhas: são tão falíveis como as novas e enganam muito menos."
(postado por Pedro Mexia no seu blogue a-leiseca,blospot.com)

Gosto de Leonard Cohen. E do filho Adam. Que também canta.
Por um qualquer motivo que não descortino, depois do remexido post de há pouco, passeando na blogosfera, vim parar a esta frase e ela fez-me sorrir. Eu acho que o autor tem razão. Pelo menos hoje...

HSC


5 comentários:

Paulo de Abreu e Lima disse...

O ideal seria juntar as boas ideias velhas com as infalíveis ideias novas. Como se faz? Ora, vivendo as que mais combinam serenidade com audácia...

[Grato pelas rezas aos seus Santinhos, Querida Helena]

Paulo

patricio branco disse...

deve ser bom como escritor o cantor pois foi premiado com o importantíssimo e prestigioso (i e. sério) prémio principe de asturias das letras. Valerá a pena ler algum dos seus romances e a poesia?

Helena Oneto disse...

Também acho:)!

Anónimo disse...

Bom Dia

Sou leitora assídua do Blog e gosto muito.

Nunca comentei mas hoje não podia deixar de o fazer... adoro o L. Cohen... o primeiro "cheque disco" que me ofereceram foi utilizado para comprar um albúm dele, vinil claro está!!

Parabéns pela clareza, pelo humor e tantas coisas mais!

Ana

Blondewithaphd disse...

Subscrevo, mais que não fosse porque ideias novas como acordos ortográficos inúteis e outras tonterias são o exemplo de que o novo é, tantas vezes, uma puerilidade.