segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Pedido ao Pai Natal


Terminei hoje a árdua tarefa de promover o meu último livro, com uma sessão de autógrafos na Fnac do Chiado. Mesmo com crise e um grau de iliteracia elevado, a livraria estava cheia. E o sector das novas tecnologias abarrotava.
Haverá mesmo falta de dinheiro? Às vezes tenho dúvidas. Mas creio que o responsável é sempre o mesmo, ou seja, é o cartão de crédito a funcionar. E, claro, o mal parado, em Janeiro, a disparar.
Em compensação para poupar uns cobres - que diacho, não teria sido possível pedir à EDP uma ajuda nas iluminações de Natal? -, a Câmara Municipal de Lisboa fez umas decorações natalícias tão "pindéricas", que o ânimo dos portugueses só pode ficar ainda mais diminuído. Ufa!
Já sei, já sei, estamos em crise, não podemos gastar dinheiro. Os pobres, está visto. Os "outros" podem.
Então, do meu ponto de vista, era quase preferível não tocar nas iluminações. O que se fez, sobretudo no Marquês, é de arrepiar. Aqui estou inteiramente de acordo com o que disse, hoje, o Miguel Sousa Tavares.
E, já agora, em complemento, solicita-se ao governo que, pelo menos durante estes dez próximos dias, nos poupe aos discursos sobre as medidas que todos os dias irão ser tomadas. Pede-se o mesmo aos noticiários televisivos e aos frente a frente que, se nos não matam, nos moem terrivelmente!
Por favor poupem-nos, estamos exangues de tanta transparência...

HSC

7 comentários:

Um Jeito Manso disse...

Helena,

Fez-me rir com este seu pedido ao governo. O seu sentido de humor e a sua franqueza (e o seu coração independente) são uma lufada de ar fresco.

Um beijinho.

Pastelaria disse...

Um presente de Natal ou de Ano Novo... como quiserem !

A Pastelaria Studios Editora desenvolve , já há alguns meses, um trabalho que mistura poemas e textos com música original e fotos de autor .
A aceitação pela parte do público que nos visita ... tem sido excelente ! Pois no período de seis meses já temos cerca de
9000 visualizações, no nosso canal do Youtube

Cá vai a nossa proposta :

Até dia 1 de Janeiro de 2012 , sintam- se confortáveis , inspirem-se e escrevam !
Escrevam um texto , um poema , uma crónica ...o que lhes sair da alma .

Iremos escolher ( escolha difícil!!) , as três obras mais originais.

Como prémio realizaremos um Video para 3 trabalhos eleitos .

No início do ano , iremos organizar uma Antologia , com os textos, poemas e crónicas que nos chegarem ... e que sejam qualificados para edição.... acreditamos na vossa qualidade !!

Transformamos as vossas obras em sonhos acordados !

envio das obras , por e mail ao cuidado de - Teresa Maria Queiroz
pastelariaestudios@gmail.com

Boas escritas ...inspiradas!!

As obras serão divulgadas , à medida que forem chegando, na página do Facebook da Pastelaria Studios Editora

https://www.facebook.com/pages/Pastelaria-Studios/131097843655617

abraços
Teresa Queiroz

Blondewithaphd disse...

Amén!

Carolina disse...

No Jornal de Letras vinha este texto de Rui Zink. Lúcido, acutilande, irónico como ele tão bem sabe ser.
Partilho-o convosco:

NÃO DÊ...

não dê dinheiro a um pobre
Habitua-o mal
Não dê comida a um pobre
Habitua-o mal
Não dê de beber a um pobre
Ele vai gastar tudo em vinho
Não dê guarida a um pobre
Ele gosta mesmo é de chão
Não dê livros a um pobre
Ele queima-os para se aquecer
Não dê carinho a um pobre
Ele estranha e fica nervoso
Não diga bom dia a um pobre
Dá-lhe falsas esperanças
Não dê saúde a um pobre
É uma despesa inútil
Se quer dar-lhe mesmo
alguma coisa
[porque enfim está no espírito de natal
e você é uma alma piedosa]
Dê-lhe porrada.
Vai ver que ele gosta
Já está habituado
E os pobres não são
muito de mudança não.

Paulo de Abreu e Lima disse...

O que me ri com essa sua solicitação ao governo, Caríssima Helena! Mas tem razão. Nestes próximos dez dias, quer-se muita opacidade, principalmente nas meiazinhas da lareira...

:)

Walker pt disse...

Não tenho o dom da Senhora para a escrita,nem sou tão regular mas...
http://coisassoltas07.blogspot.com/2011/12/iluminacao-de-natal.html

Isabel Seixas disse...

Desejo-lhe um Feliz Natal para si e os Seus.
Abraço
Isabel