quarta-feira, 1 de junho de 2011

O estado do Estado


A abertura, ontem, da televisão, por uma escassa hora, ao jantar, fez-me corar de vergonha. Hoje um amigo que veio aqui a casa almoçar comigo e com quem pacificamente estive à conversa, sabendo que até sábado eu não iria abrir mais a maléfica caixinha, resolveu mandar-me o link abaixo, em forma de reconhecimento pelo que eu havia dito. Aqui o têm:

http://www.youtube.com/watch?v=XcpSBulFFEg&feature=player_embedded

Vão lá espreitar. É uma espécie de resumo do que, ao longo destes dois últimos anos, tenho vindo aqui a dizer. Mas o documentário tem mais animação. Claro que são os botabaixistas. Mas também é verdade que entre os portugueses, apenas os socialistas parecem obrigados a não serem!

HSC

22 comentários:

voz a 0 db disse...

Já tinha visto...

Mas aqui deixo outro que todos diziam que "é louco... só fala mal... blá blé bli!"

Afinal os loucos são aqueles que melhor distinguem a Realidade da Ficção!

Fada do bosque disse...

Este filme é muito realista. Só há uma coia que eu não compreendo... se todos excepto os do bloco central que não querem saber, sabem disto, o que gfalta para pedir uma auditoria cidadã à dídvida portuguesa?! Porque não exigimos saber quanto se deve, a quem se deve e porque se deve?! Vamos pagar uma dívida ilegal ou odiosa aos agiotas de olhos fechados? A Argentina estava a dar o ultimo suspiro, quando num acto de heroísmo, Kirchner defendeu o seu povo da morte e sofrimento, porque não iria ser com o sangue dos argentinos, que iriam pagar aos banqueiros agiotas e agora cresce 9% ao ano. No Equador idem.
A Grécia só lhe falta privatizar a Acrópole e mesmo assim, não conseguem dar uma solução à dívida! E nós?! Porque não nos movimentamos para pedir uma auditoria à dívida?! Porque o poder instalado deu uma lavagem cerebral ao povo de ética! Tem de se pagar porque não somos caloteiros! é desta forma que as pessoas que nunca se regeram pela ética, fazem passar a mensagem, nem que isso custe a vida dos seus cidadãos! Gente estúpida! Meu Deus!
Veja se os meios de comunicação falam da Grécia, do que lá se passa ou dos Paises acima referidos... pois! Não convém.
Uma frase se P.P.Coelho hoje na TSF:- "Só recuperaremos a credibilidade na Europa quando tivermos pago a dívida"(?!)
Resposta de Sócrates a Louçã no debate televisivo quando foi posto o problema da reestruturação da dívida: "Reestruturar uma dívida significa pagar um preço em miséria, desemprego e falências e, pior que isso, significa pôr em causa o projecto europeu e a moeda única".
Eu acho que a isto se chama vendilhões!! O povo português que se lixe!!! Se fossem políticos não corruptos exigiriam a AUDITORIA!!
Eles depois entendem-se entre ambos!

من disse...

sinceramente
andar a ver vídeos dá cabo da vista

Helena Sacadura Cabral disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Helena Sacadura Cabral disse...

Se forem ao histórico deste blogue verão que, já há bastante tempo, defendo a democracia directa. É a única forma de democracia que permite aos que fazem coisas terem o apoio de quem os elegeu e a quem nada fez ou fez mal, ser despedido.
Mas neste mesmo blogue e falando do caso inglês houve quem pensasse que com os latinos não dá.
Não acredito!
Os partidos foram e são o que de pior nos ficou na limpesa da ditadura...
Quanto à auditoria cidadã, porque não toma a Fada a cabeça desse movimento aí no Norte? Não sei como isso funciona, porque não sou jurista, mas parece-me que a coisa deve partir de uma petição pública. Ou não?

Fada do bosque disse...

Desculpem tantas gralhas... é a pressa e como o PC avariou, estou num que não é meu... tipo séc passado... ainda pior do que o meu!...
Eu também não sou jurista, mas tentarei por todos os meios fazer qualquer coisa para começar um movimento aqui no norte. Primeiro é preciso saber se realmente este movimento se começa por uma petição... é que se for para ir parar à Assembleia... é para esquecer!
Espero que o Rufino, que de certeza é jurista, me possa informar. Com quem eu gostaria de falar sobre isso também,, é uma pessoa que me é quase, se não for totalmente, inacessível... é uma pessoa amorosa, mas não sei se a Drª Helena conhece... o Miguel Portas... :) Esse senhor seria uma grande ajuda de certeza! Mas enfim... está tão longe.
Uma coisa é certa... tentarei o que for possível!

Fada do bosque disse...

Estou tramada! Estou muito longe e muito só disto tudo:
(...)7. Quais as consequências?
Se os resultados de uma auditoria cidadã à dívida pública determinarem a existênciade uma das três combinações que leste no ponto anterior, a consequência deve ser a reestruturação da dívida, imediata ou faseada. É importante enfatizar isto: a dívida contraída de forma legítima será identificada como tal - por exemplo, certificados de aforro ou certificados do Tesouro. O objectivo de uma auditoria cidadã é descritivo e analítico: a comissão de auditores deve proceder a uma análise rigorosa e exaustiva de todos os compromissos assumidos pelo sector público, para poder classificá-los da forma apropriada e comunicar os resultados de forma clara, simples e compreensívelà sociedade civil, de modo a que a mesma possa usá-los para exigir uma reestruturação imediata ou faseada.O corolário lógico de uma auditoria cidadã tem duas dimensões:
7.1. A sociedade civil deixa de estar submetida a imperativos tecnocráticos e opacos; passa a dispor de um instrumento de pressão política, devidamente investigado e fundamentado, para exigir, nos termos que definir, uma reestruturação que dê prioridade às pessoas e ao bem-estar, não aos credores;
7.2. Uma reestruturação da dívida por iniciativa dos devedores será sempre mais justa do que se for orientada pelos interesses dos credores. Porquê? Porque será efectuada atendendo aos interesses de todas as partes envolvidas, priorizando os interesses das cidadãs e cidadãos portugueses.
8. Quem é que faz a auditoria cidadã?
A auditoria cidadã deve ser feita por membros da sociedade civil, com ou sem filiação partidária, sindical ou associativa. Para ser bem sucedida, a comissão deve procurar incluir, em todo o processo, representantes de instituições públicas relevantes, comoos já referidos TC e BdP, e um observador do IGCP, que será uma das entidades auditadas. Além disso, deve incluir, como membros ou observadores, colaboradores de orga-nizações internacionais com experiência em auditoria à dívida (p.ex: CADTM, Eurodad,New Economics Foundation, Jubilee Campaign, ODG).
9. Quem é que fiscaliza uma auditoria cidadã? (...)
Texto integral aqui.

Carolina disse...

Senhora Dona Helena, vou ensinar-lhe, penso eu... a colocar um link no blog, que torna mais prático o nosso acesso ao dito cujo. Parece-me perceber que a senhora o passa para aí letra a letra. Eu faria assim. Abria o Link e depois fazia, no endereço, aquele sistema de "copia" e "cola". Ele passará para o blog de forma a ser imediatamente aberto. Não sei se me fiz entender é que eu nesta "coisa de computadores" sou quase "um zero à esquerda".
Obrigada pela sua atenção e desculpe o atrevimento.
Carolina

Helena Sacadura Cabral disse...

Minha querida Fada
Esse senhor que refere vai muito a minha casa. Como, aliás, o irmão.
Conheço muito bem ambos e é por isso que não devo tomar publicamente partido por nenhum deles. Antes de serem políticos, são meus filhos. E eles, entre si, não há divergência ideológica que alguma vez os consiga separar. Porque, antes de tudo, são irmãos que se amam profundamente.
E é assim que eu quero que eles permaneçam, porque foi isso que lhes transmiti. E, enquanto eu for viva, farei tudo para que aquilo que os une seja muito mais forte e importante do que aquilo que os possa separar!

Fada do bosque disse...

... É... :) eu sabia... :))
Pois têm uma mãe maravilhosa. Todos nós somos um pouco parciais quando se trata de escolher personalidades e eu sinceramente, acho o Miguel uma jóia, uma doçura de pessoa... muito parecido com a mãe! Tenho a impressão que o Paulo saiu ao pai, não conheço o Dr. Nuno Portas... mas presumo que assim seja. Ora todos nós gostaríamos de ter uma mãe exemplar como a Helena! Porque acha que é tão querida? Pelo exemplo que dá! Pois o EXEMPLO é o mais importante, para que o nosso coração registe uma conduta e a tente seguir. Sinceramente, nós andamos ávidos neste País de verdadeiros modelos de conduta. Os seguidores registam um aumento record para um País tão pequeno... isto não é o Brasil... :)
Quanto ao link, copia e cola no bloggger, depois passa o rato por cima do endereço até que fique todo azul. Em cima onde escolhe as fotos ou outras opções, tem um que diz link, clica aí. Aparece um quadradinho e volta a colar dentro desse quadrado o endereço. Dentro do quadrado diz ok, clica no ok e tem o link directo.

Anónimo disse...

Não consegui abrir o Site. Como fazer?
P.Rufino

Helena Sacadura Cabral disse...

Minha cara Carolina é isso que faço mas agora não deu.
Caro P. Rufino faça como lhe disse no meu mail. Passe o rato por cima do link, copie e depois cole.
Tambem pode ir por um link reduzido
http://youtu.be/XcpSBulFFEg
fazendo o mesmo colar e copiar.
Diga-me se consegiu!

Fada do bosque disse...

Aqui vai o filme.

Fada do bosque disse...

Pedro Passos Coelho concedeu uma entrevista à Brites, que será publicada aqui na próxima quinta-feira. VALA A PENA LER, PARA VER O PERFIL DE QUEM NOS VAI GOVERNAR:

CARLOS BARBOSA DE OLIVEIRA:

Qual o seu projecto, para tirar Portugal da crise?


- O meu projecto é muito claro. Proponho uma ampla convergência nacional.


E o que é isso de convergência nacional?


-O programa do PSD é muito claro nessa matéria. Os patrões criam empresas, contratam trabalhadores e estes pagam impostos sem receber salários, porque os empresários não podem estar a alimentar vícios.


Defende uma política assente no liberalismo. Onde foi beber essas ideias?


-Aos Estados Unidos em geral e a Nova Iorque em particular.


A Nova Iorque?


-Claro! Aquela cidade encanta-me. Veja só aqueles arranha céus. Sem liberalismo os prédios de Nova Iorque não tinham mais de 20 andares. O Estado não pode intervir na altura dos edifícios, tem de estar aberto ao arrojo da iniciativa privada


E em matéria de educação, o que é que o PSD propõe?


-Nessa matéria, o nosso programa é muito claro. Somos a favor da iniciativa privada , mas aceitamos que a escola pública continue a existir, para educar os mais desfavorecidos. É isto o Estado Sovcial, que o PS aniquilou. Precisamos de ter empregadas domésticas, motoristas e jardineiros com alguns conhecimentos. Somos completamente contra as criadas, ou sopeiras, como dizia a minha mãezinha. Queremos empregadas domésticas que percebam que o direito ao trabalho é inalienável e, por isso, folgas ao domingo só da parte da tarde. Sabe, eu casei com África e sou do tempo em que contratávamos uma empregada num dia e a despedíamos no dia seguinte sem qualquer problema. É preciso fomentar a concorrência e o meu governo compromete-se a traçar políticas sérias nesse sentido. Trabalho precário e responsável, de molde a que os trabalhadores percebam que o trabalho é uma dádiva e não lhes assiste o direito de reivindicar salários. Cada patrão deve pagar o salário que considere justo. Só assim poderemos pôr a economia a crescer 3% ao ano.


O Dr Santana Castilho manifestou desacordo em relação à sua apolítica educativa…


-Ainda bem que me faz essa pergunta. O nosso programa foi muito bem estudado e testado, especialmente na área da educação. Não tem quaisquer falhas. Por isso, quando o professor Santana Castilho manifestou a sua discordância, manifestei imediatamente a minha disposição para rever o nosso programa na área da educação.


Muito bem, estou a perceber o raciocínio. E na área da saúde, qual é o programa do PSD?


-Mais uma vez lhe digo que o programa do PSD é muito claro nessa matéria. Foi muito bem estudado, testado e estamos em condições de garantir aos portugueses que será um programa que terá em atenção as verdadeiras necessidades dos portugueses .
A Ordem dos Médicos já veio dizer que o programa do PSD , em matéria de saúde, apresenta deficiências graves...


-Ainda bem que me faz essa pergunta. O PSD está disponível para, quando for governo, discutir o programa da saúde com a Ordem dos Médicos, de molde a ir de encontro aos interesses da classe.

Fada do bosque disse...

E os interesses dos doentes?


-Essa pergunta é demagógica e certamente foi-lhe encomendada por um membro do governo do engº Sócrates. Mas eu não fujo à sua pergunta e respondo-lhe olhos nos olhos. Não estamos em condições de andar a discutir essas minudências dos doentes. Os interesses da saúde vão muito mais além de uma dor de garganta, uma apendicite ou um cancro da laringe. O importante é termos bons médicos e serviços de saúde privados capazes de responder às necessidades de quem os possa efectivamente pagar. Não queremos doentes parasitas que nem sequer têm dinheiro para pagar um transplante da medula. Isso é ridículo! O meu governo não pactuará com doentes parasitas.


Como pensa combater o desemprego?


-O programa do PSD é muito claro no concernente às questões laborais. Defendemos o Estado Social. Não queremos mendigos nas ruas, nem desempregados lascivos. Nessa medida, comprometo-me a arranjar emprego para todos os portugueses, colocando os desempregados ao serviço da comunidade. Combatendo incêndios, trabalhando na agricultura, ocupando as vagas de outros desempregados que foram despedidos porque as empresas não têm dinheiro para lhes pagar ou, inclusivé, combatendo a criminalidade.
Combatendo a criminalidade?


-Claro! Cada desempregado, por cada 10 criminosos que apanhar ou por cada 50 que denunciar, receberá um cheque crime que poderá descontar nos supermercados do meu amigo Alexandre Soares Santos
Votou a favor do aborto?


-Claro que sim! Sou muito liberal nos costumes, sabe…


Mas numa entrevista à RR admitiu convocar um novo referendo para rever a lei da IVG...


-Claro que admiti. A RR é da Igreja e quem me estava a ouvir, enquanto rezava o terço e uma novena a Nossa Senhora de Fátima, precisava de receber uma mensagem forte que a despertasse para o programa que o PSD e o meu governo pretendem implantar para construir um Portugal novo.


Portanto, essa ideia foi só para católico ouvir, não é verdade?


Não sou sectário. Testemunhas de Jeová, Criacionistas e mesmo Católicos de Segunda Geração incorporados com I-Pad também terão apreciado a minha mensagem, que representa um compromisso forte com uma sociedade mais justa e mais solidária, onde a IVG não tem lugar, salvo em casos especiais, devidamente fundamentados em requerimentos dirigidos ao ministério da tutela, certificado por dois estabelecimentos da freguesia de residência do requerente e um depósito bancário, que servirá de caução, num montante que o governo determinará.


Mantém a sua promessa de constituir um governo com apenas 10 ministérios?


-Ouça. Eu não estou agarrado ao poder e não faço promessas que não vá cumprir. O meu governo terá 10 ministérios e os meus ministros irão trabalhar de bicicleta ou em transportes públicos . Se for obrigado a coligar-me com o CDS eles que tenham os ministérios que quiserem, mas isso não é nada comigo


- Ministros a andar de transportes públicos?


-Claro! Audis A 8 , BMW ZX , Mercedes 250 SL, Land Rovers ( só para o ministério da agricultura) Tudo carros pagos com o dinheiro dos contribuintes. Quer transportes públicos melhores do que estes?

Fada do bosque disse...

O Presidente da República manifestou alguma preocupação pelo facto de o senhor insistir em ter um governo apenas com 10 ministros. Isso não o fará mudar de ideias?


-Claro que não e ainda bem que me coloca essa questão. Posso-lhe garantir que meu governo terá apenas 10 ministros. Agora se tiver que me coligar com o CDS, isso é lá com eles.Que tenham os ministérios que quiserem, que eu não me oponho. Agora, ministros do PSD serão apenas 10, posso garantir-lhe.


-O senhor tem uma boa imprensa que o apoia entusiasmada Como conseguiu atrair a simpatia dos jornalistas?


-Não foi fácil, sabe… Primeiro convidei uns jornalistas para um brunch, mas eles não ficaram satisfeitos. Como sou muito pragmático, disse-lhes para se disfarçarem de bloggers e irem almoçar comigo. A partir daí tudo correu bem. Principalmente no DN tenho um núcleo de fãs muito apreciável. Devo dizer-lhe que me sinto muito comovido com a deferência com que me tratam naquele jornal.


Acredita que vai ganhar as eleições no dia 5 de Junho?


-Claro que acredito. Fiz um investimento muito grande junto da comunicação social e estou confiante na capacidade dos jornalistas transmitirem a minha mensagem de confiança para o país. Portugal precisa de governantes sérios, com ideias de desenvolvimento e preocupados em defender os interesses dos portugueses e não de um grupo de amigalhaços.


Isso aplica-se à Madeira?Madeira?


Você falou em Madeira? Está a querer colocar dificuldades no meu relacionamento amistoso, quase fraterno, com o dr Alberto João Jardim? Olhe… dou por finda a entrevista, porque não suporto jornalistas tendenciosas.
* Nota final: Ainda tentei publicar a entrevista ao DN, mas o núcleo laranja que ocupou as instalações do jornal vetou a publicação.

Anónimo disse...

Cá vi. Excelente! E o que ali se diz é INDESMENTÍVEL! No caso da Justiça, a coisa deveria merecer reflexão. Mais magistrados, mais advogados e todavia a máquina não está a responder aos cidadãos que requisitam os seus serviços. Os Códigos de Processo (Civil, Penal, sobretudo) e outros, tal como foram concebidos e redigidos, também não ajudam. E mesmo com “facilitismos” penais continuamos, pelos vistos, a ter problemas nessa área. Há mais arguidos e em proporção menos condenados.
Já o tráfico de influências, o clientelismo, o saque e distribuição de “lugares” por parte dos Partidos (os de sempre) sobre a máquina do Estado é assustador. A coisa não tem controlo.
Lá está. A tal proposta política espanhola acabava com isso. Mas é uma miragem, pelo menos para já.
Ainda bem que se fazem vídeos destes. Já reenviei a vários!
Esperança para este pobre país? Não creio, a não ser que se mude radicalmente o sistema. Por exemplo com recurso à tal Democracia Directa, elegendo quem se conhece e em quem se confia. Sem atender a políticas, mas antes a propostas.
P.Rufino
PS: obrigado a ambas, HSC e Fada do Bosque.

Anónimo disse...

Fada do Bosque, essa "entrevista" é simplesmente o máximo! Espectacular!
Já ri um pouco hoje, o que não é fácil nos dias de hoje, sem querer ser redundante!
P.Rufino

voz a 0 db disse...

@FADA: Nem te incomodes... deixa-te estar sossegada, conserva as forças, pois a Barraca vai cair... não precisas de despender energia em vão com auditoria cidadã!!! Neste actual não serve para NADA...

Não é este o TEMPO...

voz a 0 db disse...

Esta 'Brites' é a Maria José Brites?

Fada do bosque disse...

Rufino, esta entrevista, realmente espectacular!... demonstra bem a índole de quem vai governar... um País ser governado por uma pessoa que por onde passou, deixou um processo contra si, não é nada bom. Os Media não revelaram nada! Nós queriamos políticos que não fossem paus mandados e ignorantes, mas pelos vistos, quem vai mandar é um ainda pior do que Sócrates. É isto que vai acontecer... "atrás de mim virá, quem de mim bom fará."

Voz... sei que tens sempre razão e acertas sempre em termos de Tempo e não só... mas realmente é preciso uma mobilização de personalidades conhecidas, influentes e eu não vivo nesse tipo de mundo... não consigo fazer nada... :(
Primeiro tem de se chegar a um limite insuportável e depois talvez as pessoas se comecem a mobilizar... :( como aconteceu na Grécia, onde já decorre a auditoria. Quando terminarem, não haverá mais nada a saquear. Eles estão com pressa, como diz Miguel Portas.
Não sei se é Isabel Brites Voz, mas posso deixar o link do blogue de quem suponho ser o seu marido:
http://cronicasdorochedo.blogspot.com/

Fada do bosque disse...

O verdadeiro ilusionista
E quando faltavam três dias para o fim da campanha eleitoral, ele apareceu: o militante número 1 e único fundador do PSD ainda vivo, Francisco Pinto Balsemão.
O homem que foi primeiro-ministro de Portugal após a morte de Sá Carneiro no atentado de Camarate - e é agora dono de um "Império" de Comunicação Social -, esteve em Coimbra, ao lado do actual líder laranja, para dizer que o ainda primeiro-ministro, José Sócrates, "está queimado. Os truques do velho ilusionista estão vistos e revistos"... Não se deixem enganar. O "velho ilusionista" continua a ser o mesmo, continua a ser Balsemão, pois foi Balsemão quem "indicou" Santana e Sócrates para o encontro do grupo Bilderberg de 2004. Foi ele, tem sido sempre ele a escolher os futuros primeiros-ministros de Portugal...