domingo, 22 de maio de 2011

As arruadas


Ando em digressão para promover o meu livro CAMINHOS DO CORAÇÃO. Na quinta feira estive nos "Jantares com História" no Casino da Figueira da Foz, promovidos pelo seu Presidente e cuja ementa é escolhida pelo Chef Hélio Loureiro com base nas preferências que julga serem as do convidado. Foi um serão muito agradável, com gente atenta e muito amável. Só que sexta feira tinha uma agenda pesada e quando finalmente cheguei a casa e me sentei, sem dar por isso, "ferrei o galho" e quando dei por mim eram quatro da matina e eu estava vestida como se fosse sair. Pensei cá para comigo que já não tenho vinte anos e me esqueço sempre disso.
O mais engraçado foi saber, quando cheguei ao jantar, que o meu infante mais velho tinha ido perorar à Figueira no mesmo dia... Ora eu, preocupada com isso, tinha tentado que a minha digressão não colidisse com a dos políticos, em especial com os que tenho na família. Como se vê, não podia ter começado melhor!

HSC

6 comentários:

Fada do bosque disse...

Enquanto mão colidir com elefantes, considere-se uma pessoa com muita sorte! :))

João disse...

Olá

Espero que não publique este comentário, que serve só para lhe chamar a atenção para uma gralha que lhe atacou o texto, substituindo o par de esses por um c em "colidisse" :D

Helena Sacadura Cabral disse...

Meu caro João
E porque não haveria de publicar se o erro é meu e você deu por ele?! Assim eu corrijo, mas outros que não tivessem dado pela gralha aprendem.
E nunca deixe de o fazer porque esta foi mesmo ignorância minha...

Marcolino Duarte Osorio disse...

Estimada Helena
Serão arruadas ou arruaças. Com tanta bagunçada fico na dúvida. Quanto à troca dos «ss» pelo «c» levo à conta das novas técnicas publicitárias para se chamar atenção, com olhos de ver, e cabeça de pensar, para aquilo que a Helena nos transmite. Como sou um assassino inato da lingua portuguesa, o que sempre me interessou foi o conteudo, o resto, é lá com os revisores de provas que são pagos para isso.

marianinha disse...

Foi por pouco mas a helena consegui-se escapar,secalhar o seu infante mais velho até fez de proposito só para ver a mãe pois com uma agenda aterefada ele não a consegue vir.Estou feliz por si pois sei que o seu livro está a correr muito bem.

fernando lima disse...

No dia 15 de Maio, fui à Feira do Livro. Fui com a intenção de conhecer pessoalmente o Mário Zambujal e encontrei-o na companhia da Helena. Enquanto o Mário me autografava o seu ultimo Livro(Dama de Espadas), disse à Helena que nunca tinha lido nada seu(perdoe-me a indelicadeza). O Mário Zambujal aproveitou a "deixa" e disse, no seu humor tão caracteristico: "Não começe a ler os livros dela porque senão não compra mais nada meu". A minha filha acabou por comprar o seu Livro "Caminhos do Coração" que a Helena autografou com dedicatória á minha pessoa. Já o lí e gostei. são histórias agradavéis,bem escritas que tocam o coração e não são maçadoras. Até sempre