terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Socialites e figuras publicas...

Sou incapaz de saber o que é uma socialite. Nem sequer sei se é substantivo ou adjectivo. Ignoro, igualmente, se tem ou não masculino, porque nunca ouvi dizer que fulano é um socialite. E até para escrever a expressão sinto que devia usar o termo "socialaite". Enfim, uma confusão até no cruzar de idiomas.
Confesso, igualmente, que não sei o que é uma figura pública, porque desde os actores dos Morangos com Açucar até ao Primeiro Ministro, todos se consideram como tal. Serão todos farinha do mesmo saco?
A mim, um dia, tiveram a ousadia, ao apresentarem-me, de dizerem que eu era "a mãe dos políticos Miguel e Paulo Portas". Antes de começar a falar sobre o tema que me levava à dita Conferência, dei comigo a lembrar ao apresentador que talvez fosse melhor dizer que eles eram meus filhos quando fosse caso de serem eles os apresentados, dado que, não usando o meu nome, eram apenas filhos do Pai. A gargalhada foi geral mas eu, a rir, lá fui dizendo o que pensava... Assim, não sei se ser a mãe de algum político, dá direito ao título. Se sim, Portugal está cheio de figuras públicas que, lamentavelmente, eu não conheço...
Já para as /os socialites, não consigo lobrigar do que se trata e sempre que vejo uma legenda com a palavra, me interrogo. Julgo que o termo, mesmo antes do Acordo Ortográfico, já havia sido importado do Brasil. Agora nem sei se faz parte, ou não, do novo léxico.
Serão pessoas que andam em festas? Que são fotografadas? Que andam nos jornais e nas revistas? O que fazem as /os socialites? É uma profissão? Tem taxa de retenção de IRS ou de IVA? Alguem me dá uma ajuda?!

HSC

13 comentários:

Reflexos disse...

Pois, hoje é mais rearo encontrar alguém que nunca parareceu em revistas e jornais, do que encontrar alguém que já o tenha feito!

Maurício Barra disse...

São os/as profissionais do mundo do parecer: parecer ser, parecer ter, agora até parecer parecer.
Mas não perecem.

Jorge Greno disse...

Na minha opinião devia escrever-se socialight.
Levezinhas (os), sem peso específico em nenhuma área, e que aparentam sempre um ar de quem passa alguma fominha e não tem os seus livros de receitas à mão...

diogo disse...

idiotas de quem as revistas do coração se servem e/ou criam para venderem as ditas publicações ???

Julia Macias-Valet disse...

Mais do que "Socialite" ou "Socialaite" gosto de como lhes chama o meu irmao mais velho : o "jet seis e meio".

E sera que nestas festas comem "amuse gueules" ? ou "diverte focinhos" ? ; )

Juro que vou tentar pesquisar para a ajudar...nao gosto de ver os meus amigos preocupados...e sem resposta.
Volto assim que puder....

Anónimo disse...

Que Post divertido. E crítico q.b !
P.Rufino

Ältere Leute disse...

O seu post e os comentários que li já dizem tudo! Não precisamos de qualquer palavra mais... Tudo arrumado: "despidas"/definidas na praça pública, ainda por cima, com humor! Parabéns à HSC e aos visitantes!

Julia Macias-Valet disse...

...http://www.youtube.com/watch?v=k55NuWQCh78

Cara Helena, nao encontrei resposta à sua pergunta...mas espero que se sinta reconfortada pelo facto de nao estar so :
http://duas-ou-tres.blogspot.com/2009/09/nova-sociedade.html

Anónimo disse...

Adorei a fotografia escolhida para ilustrar este post porque parecem irmãs gémeas das muitas "socialites" da nossa praça. Deve haver intercâmbio de gostos!

Em Portugal, a designação de "figura pública" tornou-se corriqueira... basta ser fotografada numa qualquer festarola ou passar uns dias num reality show para passar à condição de figura pública.

Às ditas figuras públicas, acrescento apenas outra "praga"... a proliferação de comendadores. Há dias enviei um e-mail a um ilustre anónimo (pensava eu!), na resposta terminava com "Comendador...".

Afinal, temos de volta o "Foge cão que te fazem barão. Para onde se me fazem visconde."

Isabel BP

patricio branco disse...

há pessoas que dão tudo para aparecer nas revistas mundanas, é esse um dos objectivos da sua vida. E se começam a aparecer menos, entram em depressão.
Outras, gostam da discrição e detestam aparecer nessas revistas e programas, protegem a sua vida pessoal.
O sufixo não é dos mais sonoros ou saudáveis, pois ite é usado nas doenças infecciosas, otite, rinite, dermatite.
Assim quem sabe se socialite não designa uma forma de infecção social ou da sociedade, um membro não totalmente são que necessita ser tratado. Trata-se, claro, duma especulação gramatical minha, não sociológica.
Jet 6 e 1/2 está melhor que socialite, utilizando o termo de JMV

Helena Sacadura Cabral disse...

Cara Júlia, fui ver. Perdi essa porque estava nos Açores, alheada do mundo cibernético... Mas "a coisa aqui no burgo" está pior porque mete tudo no mesmo saco!
Cara Isabel tem toda a razão. Os comentadores, que se levam muito a sério são uma praga. Já fui, por isso sei do que falo. Felizmente que era a brincar. Quando me convidaram para ser "a sério", disse logo que já havia muitos na família.
Antes fossem "Comendadores", sempre era mais fino!

Anónimo disse...

Ahahahah! Este texto está o máximo! Rita Ferro

agroverd disse...

Acho que não descontam IRS na fonte!...
Tambem não pagam iva!...
Apenas recebem comida e roupas de borla!...