domingo, 8 de agosto de 2010

Um Domingo simples!

Tenho alguns amigos especiais. Hoje passei o Domingo na casa de dois deles. Com cerca de mais quarenta outros. Não, não era uma festa especial. Tudo bem mais simples do que isso. Trata-se de uma quinta na Ericeira, cujos donos abrem o Verão recebendo os amigos todos os Domingos. Faz-se uma grande almoçarada, levam-se coisas e compram-se outras. No fim, somam-se os gastos e divide-se pelo numero de convivas.
A Quinta dos Leitões que, aliás, também serve para eventos, pertence a um casal que há anos mantém esta tradição, recebida dos bisavôs, de partilhar o seu espaço de descanso, com todos aqueles que os estimam e apreciam a simplicidade com que vivem.
A Teresa e o marido ficam felizes rodeados dos seus e dos dilectos. As gerações vão-se sucedendo, mas o ritual mantem-se com as pequenas alterações que a modernidade consente.
À vinda para Lisboa trazia o coração cheio. De ternura, de alegria, de sossego interior. E, mais uma vez confirmei que, além da família, os amigos têm sido, ao longo da minha vida, o esteio da minha força!
HSC

2 comentários:

Maré alta disse...

Que bom essa sensação interior.
Uma calma interior, que nos diz que tudo está no seu lugar.
Como é bom termos amigos e sítios que nos fazem sentir bem.
Helena, que se repitam muitos domingos destes.
Bj

Margarida disse...

Sabe? É uma felizarda. Só lhe digo isto... :)
Nos momentos menos luminosos, recorde outros, como este.