segunda-feira, 28 de junho de 2010

Os novos milionários

Não. Não somos nós - eu, vós, os que diariamente lutam contra a crise - que estamos mais ricos. São 600 novos ricos que entre 20008 e 2009 apareceram, saídos sabe-se lá donde e vieram enriquecer os já muito ricos deste país. Mas não diminuiram no mesmo número os nossos pobres. Não acreditam? Mas é verdade. Eles serão certamente todos os cidadãos nacionais a quem morreu uma tia rica, saíu o euromilhões, acertaram na lotaria ou, quem sabe, até passaram por uma empresa que dá prémios chorudos. E que contribuiem, claro, para que Portugal fique ao nível dos anteriores países de Leste.
Neste momento a terrinha tem 11.000 milionários. Podemos apresentá-los ao mundo sem receio de sermos mal vistos. Somos pobres mas temos muitos ricos. Qualquer coisa como um rico para 351 aflitos.
Sugiro dividir a população aqui do burgo em grupos de 350 cidadãos comandados por um líder que será o dito milionário, o qual encherá de orgulho os restantes e os encaminhará no sentido da prosperidade. Deste modo, o nosso jovem filósofo nacional, bem como o menos jovem ministro das finanças escusavam de se preocupar com uma crise que, por este meio, deixaria de existir. Com efeito, as responsabilidades de governação seriam repartidas por 11.000 governantes, aliviando em muito o trabalho de cada um.
A ideia parece-me excelente visto que com tal solução eu já saberia quem era o responsável de eventuais reclamações. E com o dinheiro que poupávamos resolviamos o problema do deficite em menos de um ano!

HSC

4 comentários:

gosto-muito-de-voce-leozinho disse...

Olá helena!


passei aqui para lhe dar um abraço!

E agradecer o seu optimismo. Ontem quando a vi na televisão, a sua gargalhada a sua alegria de viver...contagio-me.


bj

Hugo de Macedo disse...

É verdade, já reparou a quantidade processos burocráticos que seriam agilizados, dessa forma? Hehehe....é uma utopia, infelizmente, porque até tem, na realidade, algum sentido.

Anónimo disse...

Que solução (para a resolução da crise) interessante. E se calhar até resultaria!
P.Rufino

causa vossa disse...

...como bom Português venho, de mão estendida, solicitar a V.Excª se digne recomendar-me ao meu benfeitor!