terça-feira, 8 de setembro de 2009

Um salto a Paris

Por muitíssimas e boas razões, gosto muito de Paris. Sinto-me em casa e corro para os meus locais de perdição. Mato saudades. Depois delicia-me passear pelas ruas, olhar as montras, entrar nas livrarias e sentar-me onde me apetece a ver as gentes passar.
Levo dois dias a ambientar-me. Só depois é que sinto que "estou" mesmo cá. E, nessa altura, confesso, tão longe das preocupações quotidianas, apodera-se de mim uma vontade muito grande de ficar . Um dia, possivelmente, e para surpresa de alguns, acabo mesmo a dividir-me entre o aí e o aqui.
É que em Paris tenho bons amigos e a diversidade da vida cultural é imensa. O difícil está só na escolha. Sobretudo, para quem vem apenas por uns dias. No meu caso particular, escolhi a sugestão dada por um conhecedor e fui ver, no Centro Cultural Calouste Gulbenkian, a exposição intitulada "No Feminino - Mulheres fotografam Mulheres" que tem a originalidade de reunir cento e quarenta trabalhos em que quer as fotógrafas quer as fotografadas - cerca de uma centena - são do género a que pertenço.
E, de caminho, claro,"livrei-me" das cansativas campanhas que, em Portugal, pretendem ensinar-me em quem votar. Trata-se, para já, de outra mais valia extraordinária.

H.S.C


1 comentário:

TERESA SANTOS disse...

Cara Amiga,

Tem um prémio no meu blog. É que, de facto, este blogue é mesmo viciante...

Abraço.