quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Mil perdões

As férias nos Açores estão a tornar-me lerda. Acabo de saber que outros blogues me atribuiram prémios e eu não só os não mencionei como não agradeci. Por favor, ajudem-me a reparar a indelicadeza que, involuntariamente, terei cometido.
A todos o meu reconhecimento e o pedido de que me alertem. Se há defeito que não tenho é a ingratidão. Por isso conto com a vossa colaboração. Please!

H.S.C

5 comentários:

Margarida disse...

Milady, não vos sentis 'culpada'...; uma das 'regras' daquilo é avisar-se os nomeados, pelo que quem estará em hipotética 'falta' serão os nomeadores...
;)

Manuela Araújo disse...

Cara Helena Sacadura Cabral

Antes de mais, deixe-me cumprimentá-la pela qualidade deste seu blogue, pelos agradáveis e interessantes textos que por aqui vou lendo sempre que posso (assim com as suas poesias de "Duas ou três coisas que...) e com os quais vou aprendendo.

Depois, deixe-me dizer-lhe que é uma pessoa que muito admiro, e que, como já vi por aqui escrito por alguma comentadora, "gostaria de ser como a Helena quando for grande".

Também lhe quero dizer que há Fadas boas e muito bem intencionadas, que por vezes fazem umas "magias" despropositadas, com o maior dos carinhos, mas em que a varinha toca um bocadinho ao lado. Adoro essa fada, pois além de ter um bom coração, ser muito amiga, é também minha querida irmã.

E assim, após este longo reportório (desculpe...), fica aqui um grande beijinho duma sua admiradora, que gosta muito de passear por estes lados do Fio de Prumo.

E quando quiser, visite a nossa casa virtual Sustentabilidade É Acção, será uma honra para o blogue vê-la por lá.

Fada do bosque disse...

É a mana tem razão... Falta de chá...
Ela tomou-o todo, quando era pequena. :(
De uma admiradora

Helena Alves :)

Tété disse...

Afinal quem foi que disse que regressava dos Açores no dia 26?
Bom, está a custar o regresso ?
Vamos lá que aqui faz muita falta, embora daí também tenhamos notícias suas.

ana v. disse...

Olá Helena! Estivemos nos Açores ao mesmo tempo, ao que parece. Eu rendi-me à Atlântida para sempre e todos os anos a vou descobrindo, ilha a ilha, para fazer render o sortilégio. Este ano foram as Flores, que superaram tudo o que eu imaginava: um verdadeiro paraíso. Já só me faltam a Graciosa e Santa Maria, creio que as menos interessantes. Conhece?
Um beijo