quarta-feira, 1 de julho de 2009

Pina Bausch

Morreu Pina Bausch, de seu nome próprio Philippine. Nascida em 1940, iniciaria a sua paixão pela dança aos 14 anos com o mestre Kurt Jooss. Seguiria, noutros países, os seus estudos de música clássica. Até ter resolvido caminhar noutra direcção e coreografar no Folkwang Ballet, de Jooss, que iria dirigir entre 1969 e 1973. No ano seguinte funda a companhia Tanztheater Wuppertal Pina Bausch. Desde então, passa a produzir, como norma, um espectáculo por temporada.
O seu primeiro êxito, em 1975, foi a Sagração da Primavera.
Esteve mais do que uma vez em Portugal. A primeira, julgo, nos Encontros Acarte.
Vi-a em duas ocasiões. Magríssima, o olhar distante e, ao mesmo tempo, profanado de uma certa angústia. Era, de facto, uma mulher impressionante e a dança moderna deve-lhe um enorme tributo!

H.S.C

1 comentário:

Margarida Pereira disse...

"olhar (...) profanado de (...) angústia" é mote para bailado.
Ela gostaria do título para criar beleza.
Fundiriam, então, conceitos e formas.
Helena poetiza e Pina golpe-de-asa.
...
Aplauso.
Não há cortinas; não há fim, tudo gira em perpétuo 'encore'.