quinta-feira, 18 de junho de 2009

José Calvário

Nasceu no Porto, em 1951. Morreu, ontém, na sequência de um AVC sofrido em Novembro passado e do qual ficou em coma profundo.
Em 1957 dá o seu primeiro recital. Em 1961, com dez anos, dirige uma orquestra filarmónica.
Em 1971, vindo da Suiça para onde fora estudar, regressa a Portugal e a partir daí vê o seu trabalho premiado, por várias vezes, na música popular portuguesa, área na qual trabalhou afincadamente.
Na década de oitenta decide ir para Londres, onde continuou o seu trabalho. Em 1991 escreve o seu primeiro concerto para orquestra e grava obras de Andrew Webber com a Orquestra Filarmónica de Londres.
Portugal acaba de perder um dos seus grandes na composição e orquestração. Cedo demais!

H.S.C

2 comentários:

Joni disse...

Helena: existe a ideia espalhada no País, que o Porto é só futebol. Nada de mais errado, é preciso desmistificar isso. Porque o Porto tem dado ao País, gente de muito talento, nos vários domínios que seria fastidioso estar a enumerá-los a todos. José Calvário foi um deles. Paz à sua alma.
beijinho

Helena Sacadura Cabral disse...

E eu não sei?! Durante cinco anos, com algum sacrifício da minha vida pessoal passava nessa cidade que adoro, três dias.
Aprendi a gostar de cada recanto desse bocadinho tão especial de Portugal. E aprendi, sobretudo, a gostar das gentes que acabaram por me adoptar como filha da terra.
Sabe? Quando quero "encontrar-me" passo aí uns dias e venho novinha em folha.
Um abraço da Helena